Home > Notícias
04/09/2019 14h25min

Quais são os riscos de ansiedade e depressão em profissionais de saúde?

Em sua terceira edição, o Webinar Senac teve como foco discutir saúde mental nesse público específico.

Dr. Daniel Barros em estúdio durante Webinar Senac

Em bate-papo on-line, Dr. Daniel Barros abordou transtornos mentais que podem afetar quem trabalha na área

"Conversar sobre saúde mental é importante sobretudo aos profissionais da saúde porque cuidamos dos outros e negligenciamos, muitas vezes, nosso próprio cuidado", pontua o psiquiatra Dr. Daniel Barros durante o Webinar Senac: Os Riscos da Ansiedade e da Depressão em Profissionais da Saúde, realizado em 20 de agosto.

A conversa foi mediada por Hugo Martinez Moraes, docente do curso
Técnico em Enfermagem do Senac São Paulo, esclareceu dúvidas sobre saúde mental e abordou como oferecer atendimento humanizado ao paciente sem se envolver emocionalmente.

Dr. Daniel fala sobre o tema na Rádio Band News FM, no Portal Estadão e no programa Bem-estar, da Rede Globo e, durante o webinar, destacou que não dá para mensurar com precisão qual categoria entre os profissionais de saúde sofre mais com transtornos mentais.

Disse que a maioria dos estudos feitos é sobre depressão em médicos e enfermeiros, mas isso não significa que eles têm os trabalhos mais desgastantes na área, até porque atuam em diferentes contextos, como UTI, postos de saúde e até em consultórios particulares, em diferentes cargas horárias.

O psiquiatra destacou que entre os fatores presentes na rotina de quem trabalha na área de saúde que podem prejudicar a saúde mental estão: excesso de trabalho, plantões noturnos, alimentação inadequada e falta de sono regular.

Riscos da ansiedade e da depressão
No bate-papo on-line, Dr. Daniel destacou que a ansiedade e a depressão geram riscos tanto para o profissional de saúde que sofre com esses transtornos mentais quanto para os pacientes atendidos por ele.

"Fala-se muito em absenteísmo, mas nesse caso temos o presenteísmo. Isso porque um transtorno mental pode piorar sua performance, sua capacidade de trabalhar", alerta.

Ele ainda sinaliza sobre muitos casos em que o profissional trata mal o paciente, ao invés de cuidar. "A pessoa está tão doente que não consegue atender bem. Quando o profissional da saúde não trabalha direito tem um efeito imediato. Ali, é ele e o paciente", complementa.

Segundo o psiquiatra, um caminho para manter o atendimento humanizado sem prejudicar a saúde mental é criar um vínculo afetivo com o paciente de forma equilibrada, ou seja, não se envolver demais nem ser tão distante e frio.

"As profissões de saúde são ciência e arte. A arte é justamente encontrar o equilíbrio a partir do exercício da empatia, de entender o que o outro está sentindo e compartilhar disso sem se envolver excessivamente", recomenda.

Como identificar os sintomas
Segundo o médico, o transtorno mental ocorre, em geral, quando a emoção se torna uma doença. Mas diferente da pressão arterial, que é medida de forma objetiva por um aparelho, ou da miopia, que pode ser diagnosticada com um simples exame, não há como medir com precisão quando a tristeza ultrapassa o limite e se transforma em uma depressão.

Apesar de não existirem medidas objetivas, segundo Dr. Daniel, existem critérios técnicos que contribuem para diferenciar o que é um comportamento humano comum (como: medo, ansiedade, tristeza) e o que é um transtorno mental.

"É importante entender dois critérios básicos para aplicar em qualquer situação: quando prejudica a vida pessoal afetando os relacionamentos afetivos e sociais e quando a pessoa perde o controle sobre isso já acende o sinal de alerta", afirma Dr. Daniel.

Diferentemente do que muitos pensam, depressão não é só tristeza. Entre os sintomas dessa doença apontados pelo psiquiatra estão falta de energia, esgotamento total e uma tristeza imensa e contínua. "Parece que falta corda, como um brinquedo que não vai, e a pessoa sozinha não consegue resolver", exemplifica.

Além disso, relata que é frequente encontrar um conjunto de sinais, como: alteração de apetite, sono, irritabilidade, pessimismo e esquecimentos. "A memória não tem problemas, mas sim a capacidade de concentração. A pessoa fica mais dispersa, não sabe onde estão as coisas", contextualiza.

Ansiedade foi outro ponto abordado pelo psiquiatra, que comentou ser algo normal no dia a dia, mas que se torna um problema quando atrapalha a vida da pessoa e gera enfermidades, como: transtorno de ansiedade generalizada, fobia social, crise de pânico, agorafobia e transtorno de estresse pós-traumático.

Quando procurar ajuda
Enfrentar preconceitos pessoais sobre essas doenças também é um importante passo, segundo Dr. Daniel. "A pessoa que quer se tratar precisa ver o que precisa fazer e encarar. Se for depressão, necessita buscar orientação. Caso seja necessário medicamento, tome remédio. Os antidepressivos não causam dependência. Isso é mito", diz o psiquiatra.

Na dúvida, o psiquiatra recomenda que o profissional de saúde que identificar qualquer um dos sintomas mencionados não sinta vergonha ou crie empecilhos para buscar ajuda médica.

"Sempre digo uma frase que já se tornou um bordão: é melhor você procurar ajuda e não ser nada do que ser alguma doença e você não procurar ajuda. Nesse caso, melhor pecar pelo excesso. Passe em um clínico geral, no seu ginecologista ou no seu cardiologista. Qualquer médico está apto para dar um atendimento inicial em casos de ansiedade e depressão. Não tenha medo de procurar ajuda. Não tenha medo de se tratar", finaliza Dr. Daniel.

Assista na íntegra o Webinar Senac: Os Riscos da Ansiedade e da Depressão em Profissionais da Saúde.

Conheça também os cursos de saúde e bem-estar que o Senac São Paulo oferece.

Tags: Ansiedade, Depressão, Profissionais da Saúde, Síndrome do Pânico, Webinar, saúde mental, sintomas depressão, transtornos mentais


Últimas notícias

06/12/2019
04/12/2019
02/12/2019
02/12/2019
29/11/2019
29/11/2019
29/11/2019
Rede de bibliotecas do Senac São Paulo amplia seu acervo de e-books
27/11/2019
Centro Universitário Senac - Águas de São Pedro divulga lista de aprovados para o curso de Cozinheiro
21/11/2019
Cinco títulos do Senac recebem nota máxima do MEC
13/11/2019
Cursos Cozinheiro e Garçom têm novas turmas em 2020
12/11/2019
Como a moda pode ser mais diversa em um mercado em transformação?
12/11/2019
Centro Universitário Senac apresenta o Programa de Parcelamento Estudantil
29/10/2019
Centro Universitário Senac - Águas de São Pedro divulga lista de aprovados para a turma de Cozinheiro
29/10/2019
Centro Universitário Senac abre processo seletivo para professores
24/10/2019
Como pais e filhos podem conversar sobre a escolha de uma profissão do futuro?
22/10/2019
Senac Botucatu celebra 70 anos
21/10/2019
Senac São Paulo conquista pela 18ª vez o prêmio Top of Mind de RH
10/10/2019
Aprendizagem Técnica em Informática será oferecida em 5 unidades da capital e Grande São Paulo
04/10/2019
Alunos de moda revelam criações e essências em evento interativo
04/10/2019
Alunos de tecnologia conhecem os supercomputadores do CPTEC e INPE

Próximos Eventos

Instagram (@senacsaopaulo)