Home > Notícias
08/06/2016 11h53min

De catálogos a alta-costura: Modateca abriga panorama histórico do vestuário

Chapéu estilo Beret, anos 1960, exposto na mostra Marthe – estilo em chapéus de alta costura, promovida pelo Centro de Moda e Decoração. São Paulo, SP, 1995.

Chapéu estilo Beret, anos 1960, exposto na mostra Marthe – estilo em chapéus de alta-costura, promovida pelo Centro de Moda e Decoração. São Paulo, SP, 1995

Figurinos da carreira de Ney Matogrosso. Roupas assinadas pelos estilistas Paco Rabanne, Walter Rodrigues e Emilio Pucci. Uma coleção de chapéus de alta-costura da Madame Marthe Monios. Catálogos de diferentes empresas têxteis. Uma variedade de acessórios como leques, botões e luvas. Acrescente inúmeros trabalhos de conclusão de curso e milhares de tecidos, de todas as cores e tecnologias possíveis, que permitem ao visitante experimentar uma enorme variedade de texturas e caimentos. Aparelhos de beleza do século 20 e edições da revista-objeto nova-iorquina Visionaire figuram entre as peças do acervo da Modateca do Senac São Paulo.

Criado há mais de 20 anos, o serviço preserva parte da memória da moda mundial. Esse patrimônio é aberto à visitação pública em duas unidades, no Centro Universitário Senac – Santo Amaro e no Senac Lapa Faustolo.

Tudo começou em 1993, quando a instituição decidiu criar um ambiente de pesquisa de produtos têxteis para auxiliar na aprendizagem dos estudantes dos cursos técnicos de moda. Batizado originalmente de Teciteca, o local armazenava diversos tecidos organizados por tipo, gramatura e padronagem.

Já em 1998, o Senac passou a oferecer sua primeira graduação na área. Junto com essa nova demanda, chegaram 145 chapéus de alta-costura pertencentes à notória chapeleira Madame Marthe Monios. Eles foram doados por suas filhas Michelli e Martine a José Gayegos, profissional de moda que atuou por muitos anos no Senac e gentilmente cedeu as peças à instituição. A coleção data da década de 1950, período em que a chapeleira emigrou para o Brasil, vinda da Argélia, até o seu falecimento, em 1993.

A iniciativa da família Monios inspirou mais gente e muitas outras doações foram recebidas. Todo o acervo é fruto dessas contribuições, de trabalhos de conclusão de curso a coleções pessoais. Muito afeto está envolvido: alguns doadores até hoje voltam para visitar seus itens. Com as novas peças, em 1998, o espaço foi rebatizado de Modateca, tornando-se um local de memória de roupas e objetos de moda.

Pioneiro no país, o projeto antecipou uma exigência do Ministério da Educação, que só em 2008 começou a exigir esse tipo de serviço nas universidades com graduação em moda.

Em 2010, a originalidade de Ney Matogrosso invadiu os armários da Modateca. É que figurinos do cantor, desde a época do grupo Secos e Molhados (1974) até o show Beijo Bandido (2010), passaram a integrar o acervo. São cerca de 220 itens colecionados pelo próprio Ney. Hoje, o local que guarda a coleção leva o nome do artista e emociona seus fãs.

“Grande parte do valor dos materiais está na memória que representam. Por isso, como designer de moda, procuro contextualizar ao máximo o contato dos visitantes com as peças”, conta a designer de moda Talita Aparecida da Silva, auxiliar de documentação técnica da Modateca do Centro Universitário Senac – Santo Amaro.

A função da Modateca não é só armazenar. A maioria dos itens passa por processos de conservação e restauro. A bibliotecária Angela Leal, responsável pelo acervo do Campus Santo Amaro, afirma que a equipe está em constante capacitação. Ela mesma buscou novos conhecimentos ao se deparar com materiais têxteis. “Estamos sempre nos adaptando para cuidar de determinada peça. Por isso, constantemente, o Senac nos oferece cursos de atualização”.

Procurando ampliar o atendimento, em 2008 a instituição disponibilizou cinco Modatecas Itinerantes e formadas por armários com rodinhas, que facilitam o transporte de roupas e tecidos para as salas de aula. Atualmente, elas se integram às bibliotecas do Senac Penha, na capital, e nas unidades Bauru, Campinas Jundiaí e Ribeirão Preto.

Além de preservar a memória do vestuário, a Modateca do Senac é fonte de pesquisa importante para estudantes e profissionais da área. Walter Rodrigues, Mario Queiroz, João Braga, Glória Coelho e Alexandre Herchcovitch são alguns dos estilistas que já vieram conhecer e prestigiar a primeira Modateca brasileira, espaço pioneiro que possibilitou a construção de um acervo que reflete um panorama histórico da moda. 

  


Em comemoração aos 70 anos de criação do Senac, o Centro de Memória Senac São Paulo produziu uma série de textos que serão publicados ao longo de 2016. Descubra ou relembre alguns fatos que marcaram essa trajetória.

Se tiver alguma informação ou foto sobre o tema, entre em contato conosco (centro.memoria@sp.senac.br).
Você também constrói esta história!

Notícias relacionadas:
- Dia de festa na cidade. Dia de desfile com banda tocando
- Dia de festa na cidade. Dia de desfile com banda tocando
- Um modelo educacional para conversar com a sociedade
- Um modelo educacional para conversar com a sociedade
- Pausa para o cafezinho – uma história do Senac São Paulo
- Senac nas ondas do rádio
- Conheça curiosidades dos primeiros anos do Senac São Paulo
- Senac 70 anos - como tudo começou


Tags: Senac 70 anos, história do Senac, modateca, trajetória de 70 anos


Últimas notícias

04/08/2020
06/07/2020
10/06/2020
Descontos Senac: conheça as possibilidades que temos para você
04/06/2020
Senac São Paulo doa 93 toneladas de alimentos a entidades
26/05/2020
Senac São João da Boa Vista completa 20 anos de história
15/05/2020
Senac Aventais do Bem: participe de projeto que ajudará profissionais de saúde
17/04/2020
Senac São Paulo doa cerca de 660 mil itens de proteção e higiene contra Covid-19
30/03/2020
Senac Penha: 20 anos de história na região mais populosa de São Paulo
27/03/2020
Senac Osasco completa 30 anos de existência
16/03/2020
Senac São Paulo está com atividades educacionais presenciais suspensas
16/03/2020
Coronavírus: conheça os principais cuidados e medidas de prevenção
13/03/2020
Senac amplia presença na zona leste da Capital paulista em parceria com o Lar Sírio
13/03/2020
Confira novas regras de empréstimos de materiais nas bibliotecas do Senac
12/03/2020
Cuidado com notícias falsas: Senac não comercializa seus materiais de ensino
17/02/2020
Centro Universitário Senac - Águas de São Pedro divulga lista de aprovados para turmas de Cozinheiro e Garçom
31/01/2020
Centro Universitário Senac abre processo seletivo para professores
13/01/2020
8 dicas para equilibrar as contas e começar a guardar dinheiro
10/01/2020
Senac Catanduva comemora 40 anos de atuação
02/01/2020
Quais são os caminhos para inovar e empreender?
02/01/2020
Senac Presidente Prudente oferece programação com cursos de férias

Próximos Eventos