Biblioteca  >  Modateca

Modateca


A Modateca em poucas palavras

Dedicada ? mem?ria da moda, a Modateca do Senac S?o Paulo foi criada para complementar o acervo bibliogr?fico da institui??o e concentrar informa??es sobre a ?rea em diversos formatos, como tecidos, itens de vestu?rios, acess?rios, chap?us, entre outros.

Trata-se de um importante espa?o para o desenvolvimento de pesquisas e estudos, atuando tamb?m na conscientiza??o e preserva??o da hist?ria da moda, privilegiando a valoriza??o da experi?ncia extracurricular e promovendo a divulga??o de conhecimentos culturais e t?cnicos por meio de seu acervo.

Visita virtual ao lado: Modateca Senac Lapa Faustolo


História da Modateca


O começo de tudo

De acordo com a exig?ncia do Minist?rio da Educa??o, desde 2008, os cursos superiores na ?rea da moda devem possuir bibliotecas com tecitecas, que ? um espa?o f?sico composto por amostras de tecidos, aviamentos, fichas t?cnicas de tecidos, cat?logos de tend?ncias, cartelas de cores, entre outros materiais, com o objetivo de desenvolver pesquisa de alunos, docentes e demais usu?rios.

Antecipando-se a essa exig?ncia, o Senac S?o Paulo inaugurou, em outubro de 1993, a Teciteca, com uma equipe multidisciplinar respons?vel pela an?lise t?cnica dos tecidos, visando atender os alunos de cursos t?cnicos da ?rea de moda, para fins de pesquisas da ?rea t?xtil.

O acervo ? atualizado constantemente com novas bandeiras de tecidos, buscando novas tecnologias, tecidos inteligentes e novos fornecedores do mercado t?xtil, com o intuito de aprimorar o conhecimento e o desenvolvimento intelectual dos futuros profissionais do mercado de moda.



O acervo e a Constituição da Modateca

O que antes era estabelecido como Teciteca dentro de uma biblioteca transformou-se, a partir de 1998, em um espa?o denominado Modateca, local de mem?ria das roupas e objetos de moda.

O acervo da Teciteca passa por modifica??es ao receber em 1998 a cole??o de chap?us que pertenciam ? chapeleira Madame Marthe Monios (1953-1993), doados por suas filhas Michelli e Martine, tendo como mediador da doa??o o estilista Jos? Gayegos. A cole??o se destaca pela originalidade dos chap?us de alta costura, confeccionados e colecionados pela pr?pria chapeleira, e se configura como objeto de estudo da cultura material de toda uma ?poca.

A partir de 2004, parte do acervo do Senac Faustolo passa a integrar a Modateca do Centro Universit?rio Senac - Santo Amaro. Com o intuito de expandir os polos de pesquisas, em 2008 foram criadas as Modatecas itinerantes, visando atender ? demanda em outras localidades da cidade e do estado de S?o Paulo.



A Modateca do Campus Santo Amaro

Possu?mos um acervo variado, composto por pe?as de vestu?rios de grandes estilistas, como Paco Rabanne, Walter Rodrigues e Emilio Pucci, al?m de acess?rios, Trabalhos de Conclus?o de Curso de alunos reproduzidos a partir de figurinos de personagens emblem?ticos como as cole??es do ilustrador Alceu Penna, da atriz Audrey Hepburn, bem como as pe?as do Ballet Tri?dico, de Oskar Schlemmer, doadas para a institui??o Bauhaus, em 2013.

Em 2010, foram agregados ao acervo da Modateca os figurinos usados em shows pelo cantor Ney Matogrosso, desde a ?poca do grupo Secos e Molhados (1974) at? o show Beijo Bandido (2010).

O acervo ? composto por acess?rios como: colares, sapatos, braceletes, an?is, cintos como tamb?m as cortinas de palco usadas no show Inclassific?veis.


Convervação e Restauro

Al?m de ser um espa?o destinado ? pesquisa na ?rea de moda, a Modateca tamb?m desenvolve um papel fundamental: o da preserva??o da hist?ria da ?rea. Para isso, conta com um espa?o dedicado a resgatar a mem?ria da moda por meio de t?cnicas de conserva??o e restauro.

A restaura??o e a conserva??o v?o muito al?m da interven??o direta no objeto, englobando desde a guarda da pe?a at? sua exposi??o. A maneira como a pe?a ? manuseada, os materiais utilizados e as condi??es ambientais dos locais de guarda e de exposi??o interferem diretamente na preserva??o e durabilidade do acervo.

Nas palavras de Angela Regina Lopes Leal, bibliotec?ria restauradora, o processo de identifica??o dos danos facilita o processo de restaura??o, pois auxilia na escolha da melhor forma de tratar uma determinada pe?a. A formata??o de cada processo de restauro inclui a descri??o e a inser??o das informa??es apuradas junto ? identifica??o da pe?a para controle do material conservado.

Convervação e Restauro: Resultados e Exposição Cápsula do Tempo

Na abertura da exposi??o C?psula do Tempo: identidade e ruptura no vestir de Ney Matogrosso, o carnavalesco e curador da exposi??o, Milton Cunha, respons?vel pelo cen?rio do show Inclassific?veis, participou com Ney Matogrosso, falando para docentes, alunos e funcion?rios do Centro Universit?rio Senac, na palestra Preservando Mem?rias, em 16 de agosto de 2012.

O cantor falou sobre as motiva??es da doa??o e de sua rela??o com os figurinos, que agora podem ser consultados para pesquisa no Espa?o Ney Matogrosso.

A mostra esteve em cartaz de 16 de agosto de 2012 a 31 de janeiro de 2013, no Centro Universit?rio Senac - Santo Amaro. O curador Milton Cunha dividiu a exposi??o em tr?s fases:

  • Farol: figurinos elaborados com uma proposta c?nica a partir de muito brilho.
  • P?rola: figurinos que retratam eleg?ncia cl?ssica, tecidos preciosos e modelagens impec?veis.
  • Neanderthal: figurinos r?sticos que remetem ? liberdade de express?o, atrav?s de elementos da natureza como fibras, ossos, penas, sementes, couro e afins.
Ao longo de 2013, a exposi??o percorreu outras cidades do estado de S?o Paulo e Rio de Janeiro e tamb?m pa?ses da Am?rica do Sul, conduzindo parte da trajet?ria do artista.

As unidades do Senac que receberam a exposi??o itinerante do cantor Ney Matogrosso foram:

  • Jardim Primavera
  • Jabaquara
  • Faustolo
  • Largo 13
  • Penha
  • Santo Andr?
  • S?o Bernardo do Campo
  • Americana
  • Araraquara
  • Bauru
  • Botucatu
  • Campinas
  • Catanduva
  • Jundia?
  • Piracicaba
  • S?o Carlos
  • S?o Jose do Rio Preto