Home  >  Cursos de Pós-Graduação  >  Acupuntura

Acupuntura

O curso proporciona a especialização nos conhecimentos da medicina tradicional chinesa necessários ao exercício da acupuntura. Isso envolve a assimilação de sua visão sobre os fundamentos da saúde, a estrutura do ser vivo, as causas e o processo de adoecimento e o treinamento nos métodos diagnósticos e terapêuticos particulares a esse sistema. Com isso, pretende-se especializar profissionais com formação superior para atuar nas áreas clínicas dos sistemas público e privado de saúde.

Carga horária: 1206 horas

Observações

Portadores de marca-passo devem acessar www.sp.senac.br/marcapasso para mais informações.

Aplicação
O especialista em acupuntura estará preparado para realizar atendimentos de pacientes de acordo com os princípios e técnicas da medicina chinesa em clínicas e ambulatórios dos sistemas público e privado ou ainda a efetuar atendimentos domiciliares. Poderá atuar, principalmente, com a acupuntura ou combiná-la à sua área específica de atuação, nos termos estabelecidos pelo seu conselho profissional, quando for o caso.

Panorama de mercado
No Brasil, em 1977, o Ministério do Trabalho inseriu a acupuntura no Código Brasileiro de Ocupações (código 079-15) e confirmou esta disposição em 1994. Em 1988, por meio da Resolução Nº. 5/88 da Comissão Interministerial de Planejamento e Coordenação (CIPLAN), estabeleceram-se normas para o atendimento nos serviços públicos de saúde. Atualmente está em curso um processo de expansão das modalidades das práticas integrativas em toda a rede de saúde nos níveis municipal, estadual e federal.

Em 2006, a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares, implementada no Sistema Único de Saúde (SUS) por meio da Portaria 971, regulamentou a oferta no sistema público de saúde brasileiro de práticas como a acupuntura, a homeopatia, a fitoterapia, o termalismo e as práticas corporais terapêuticas e meditativas.

Estudo baseado em dados do Sistema de Informações Ambulatoriais (SIA) do SUS, relativos às consultas em acupuntura realizadas por profissionais de atuação multidisciplinar de 1999 a 2007, revelaram um aumento significativo de atendimentos de acupuntura em relação ao número total de consultas, sugerindo uma maior adesão da população a esse tipo de prática. Os profissionais sem formação na área médica começaram a registrar atendimentos nesta especialidade pelo SUS em 2007, atingindo, já naquele ano, a marca de 28% do total de 391.048 consultas realizadas. Um exemplo da consolidação destas práticas no país é a estruturação da área técnica de medicinas tradicionais, homeopatia e práticas integrativas em saúde na Prefeitura Municipal de São Paulo.

O trabalho coordenado por essa área foi tema da pesquisa promovida pelo DANT/COVISA (Doenças e Agravos Não Transmissíveis/Coordenação de Vigilância Sanitária) entre os usuários das unidades de saúde, caracterizando o perfil dos frequentadores e estabelecendo relações entre os atendimentos e a promoção da saúde no município, como a redução da necessidade de medicamentos.

Na cidade de São Paulo, segundo dados atualizados pela Secretaria Municipal de Saúde, cerca de 520 unidades de saúde oferecem pelo menos uma modalidade de prática integrativa. Um marco para o segmento foi a aceitação da acupuntura por parte de seguros e planos de saúde, como serviço a ser oferecido por profissionais multidisciplinares a seus segurados.
Pré-requisito: Diploma de graduação.
Obs: Não são aceitos certificados de cursos sequenciais.

Profissionais portadores de diploma de graduação na área da saúde ou profissionais graduados em outras áreas do conhecimento com experiência profissional em práticas integrativas e complementares em saúde (massoterapia em suas diversas expressões, terapias corporais ou holísticas, práticas corporais terapêuticas e práticas meditativas).
INTRODUÇÃO À MEDICINA TRADICIONAL CHINESA
Apresenta uma visão geral da Medicina Tradicional Chinesa, situando seu contexto histórico e descrevendo seus componentes, como a acupuntura, amoxabustão, Gua-Shá, ventosaterapia, farmacologia, massagem, Chi Kung dentre outros. Expõe sinteticamente os sistemas epistemológicos que formam a base desse modelo, como a teoria do Yin-Yang, Cinco Elementos, Substâncias Fundamentais, fisiologia energética e os canais de acupuntura. Discute os conceitos de saúde, patologia e tratamento próprios desse modelo e os compara com o modelo ocidental, discutindo a legislação vigente do Ministério da Saúde, bem como as normas, conceitos éticos e regulatórios aplicados à atuação do profissional da área.
CHI KUNG
Apresenta a linha terapêutica dos treinamentos chineses de energia. Aborda e discute os princípios que fundamentam a prática juntamente com os diversos formatos, como as sequências de movimentos, respirações, automassagem e posturas de concentração. Explicita as funções terapêuticas, introduzindo a prática meditativa.
MASSAGEM TUI NÁ
Apresenta as características da massagem Tui Ná. Demonstra e aplica um repertório básico de manobras para as principais áreas do corpo. Aborda definições, indicações e procedimentos das manipulações, destacando o tratamento das disfunções bioenergéticas e osteomioarticulares.
AURICULOTERAPIA CHINESA
Apresenta a origem desta técnica, explicita seus fundamentos e descreve a anatomia do pavilhão auricular. Apresenta os tipos de instrumentos utilizados e ensina a aplicação com sementes, cristais e esferas metálicas. Aborda estudos sobre os pontos reflexos, explicando suas ações e sua utilização para fins de avaliação. Provê diretrizes para a aplicação terapêutica e elenca possíveis riscos e formas de evitá-los. Proporciona modelos de combinações de pontos auriculares e promove a sua prática.
GUA SHÁ, VENTOSATERAPIA E SANGRIA
Aborda o conceito e a história do Gua Shá, da Ventosa e da Sangria e suas respectivas técnicas terapêuticas, enfatizando os cuidados necessários e os riscos a serem evitados. Exercita a manipulação das espátulas de Gua Shá, lancetas e copos de ventosa e analisa as reações após a aplicação. Demonstra a aplicação nas diversas áreas corporais e as formas de combinar as três técnicas.
TÉCNICAS DE ACUPUNTURA E MOXABUSTÃO
Apresenta os materiais, expõe os princípios teóricos e cuidados necessários para a execução de cada uma destas técnicas. Desenvolve progressivamente a inserção e manipulação da agulha, bem como a aplicação da moxabustão, enfatizando as modalidades mais simples, seguras e eficazes.
FUNDAMENTOS DA MEDICINA CHINESA I
Enfoca a fisiologia energética da Medicina Chinesa integrando o estudo das funções dos órgãos (Zang Fu), canais (Jing Luo) e pontos de acupuntura. Treina a localização dos pontos, desenvolve a sensibilidade tátil e aborda os elementos da anatomia necessários para a prática segura da acupuntura.
FITOTERAPIA E DIETOTERAPIA CHINESA
Aborda o sistema de classificação dos alimentos e plantas medicinais da medicina tradicional chinesa, assim como os princípios da prescrição terapêutica, oferecendo exemplos com aplicação prática.
FUNDAMENTOS DA MEDICINA CHINESA II
Prossegue o estudo das funções dos órgãos, canais e pontos, relacionando-os às técnicas terapêuticas de acupuntura. Constrói o entendimento sobre a saúde e a doença a partir da perspectiva do equilíbrio Yin Yang, da coordenação entre os cinco elementos, bem como da formação e circulação das substâncias fundamentais.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA I
Apresenta a visão da Medicina Chinesa sobre as causas e o processo de adoecimento (etiopatogenia). Inicia o treinamento dos métodos que integram a anamnese da Medicina Chinesa - inspeção, interrogatório, palpação, audição e olfação. Fornece os elementos teóricos para a interpretação dos dados recolhidos na anamnese.
PRÁTICA CLÍNICA EM MEDICINA CHINESA I
Promove o exercício das técnicas terapêuticas aprendidas. Orienta o aluno nos aspectos da biossegurança, materiais, localização dos pontos e aplicação correta dos métodos terapêuticos.
PRÁTICA CLÍNICA EM MEDICINA CHINESA II
Promove o atendimento entre os alunos, colocando-os nas posições de terapeuta e paciente. Detalha, pratica e conscientiza todas as fases envolvidas no atendimento de acupuntura.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA II
Exercita a realização da anamnese entre os alunos, proporcionando a experiência necessária para a aquisição de competência nos seus procedimentos, particularmente no exame da língua e na ausculta do pulso. Expõe os sistemas de interpretação e classificação da patologia que compõem o sistema de diferenciação em síndromes ou padrões de desarmonia.
PRÁTICA CLÍNICA EM MEDICINA CHINESA III
Inicia o atendimento supervisionado em pequenos grupos de alunos ao público (ambulatório externo). Promove a discussão e análise dos casos atendidos.
PRÁTICA CLÍNICA EM MEDICINA CHINESA IV
Prossegue o atendimento ao público e supervisiona as habilidades e competências implicadas. Abre espaço para a discussão e pesquisa sobre os temas propiciados pelos casos.
ELETROACUPUNTURA, ACUPUNTURA LASER E RYODORAKU
Explica os princípios físicos e teóricos envolvidos em cada técnica e instrui sobre a utilização, fornecendo os parâmetros necessários para a aplicação terapêutica. Aplica as técnicas e analisa os resultados.
TRATAMENTO DE PATOLOGIAS I
Discute a relação entre o diagnóstico médico ocidental e oriental, bem como as condutas previstas para o acupunturista neste aspecto. Estuda patologias específicas sob a perspectiva da Medicina Chinesa sobre etiologia e patologia, síndromes associadas e métodos de tratamento.
METODOLOGIA DE PESQUISA
Apresenta a pesquisa como foco da aprendizagem e da formação contínua, introduzindo elementos sobre o pensamento e o método científico, suas aplicações na pesquisa em Ciências Sociais e na área da Saúde. Desenvolve a compreensão sobre pesquisa bibliográfica: natureza e tipos de leitura, de estudo, de análises de textos, bem como a capacidade de utilização das normas técnicas para produção de trabalhos acadêmicos, orientando para o desenvolvimento do Trabalho de Conclusão de Curso.
TRATAMENTO DE PATOLOGIAS II
Elabora e exercita um modo de entendimento próprio à Medicina Chinesa por meio do estudo das patologias e queixas mais frequentes na clínica de acupuntura.
PRÁTICA CLÍNICA EM MEDICINA CHINESA V
Realiza o atendimento ao público com autonomia no planejamento e execução do tratamento. Reflete sobre os aspectos técnicos, práticos e éticos envolvidos na profissão do acupunturista. Solicita a apresentação dos casos clínicos atendidos.
TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO
Orienta metodológica, científica e tecnologicamente para o desenvolvimento do Trabalho de Conclusão do Curso, levando o aluno a exercitar as etapas do processo de desenvolvimento do trabalho de natureza científica e as normas técnicas.
 
   TOTAL










 
   TOTAL
FUNDAMENTOS DA MEDICINA CHINESA
Apresenta os fundamentos filosóficos da Medicina Chinesa e suas aplicações à teoria médica. Estuda conjuntamente os órgãos e respectivos canais em suas funções, trajetos e principais pontos. Aborda a anatomia segundo as necessidades da localização e punção e desenvolve a sensibilidade dos pontos por meio da massagem e dos exercícios. Apresenta os tipos de pontos e suas aplicações nas técnicas de Acupuntura. Analisa o processo de formação das substâncias fundamentais. Introduz conceitos de patologia.
TÉCNICAS TERAPÊUTICAS DA MEDICINA CHINESA
Introduz e promove a prática das técnicas terapêuticas tradicionais da Medicina Chinesa como a Acupuntura, moxabustão, ventosas, raspagem (Gua Shá), sangria, Qi Gong, Tuiná, aurículoacupuntura e noções de Dietoterapia e Fitoterapia chinesas. Apresenta indicações, contra-indicações, riscos e particularidades destas técnicas. Apresenta e coloca em prática as técnicas modernas da Medicina Chinesa como a eletroacupuntura, a laserpuntura e o método Ryodoraku.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA
Apresenta as teorias da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) sobre as causas e o processo de adoecimento (etiopatogenia) e também seus sistemas de interpretação e classificação da patologia. Realiza o treinamento de todas etapas da investigação diagnóstica da Medicina Chinesa e fornece os elementos teóricos necessários para a interpretação dos dados. Inicia o estudo do sistema das síndromes e de suas relações com as doenças do sistema ocidental.
PRÁTICA CLÍNICA EM MEDICINA CHINESA
Promove o exercício da prática clínica em Medicina Chinesa. Orienta sobre aspectos como biossegurança, relação com o paciente, localização correta dos pontos, aplicação correta das técnicas terapêuticas, registro dos procedimentos e organização do espaço e materiais. Promove a reflexão teórica e incentiva a aplicação dos métodos estudados. Estimula a apresentação, discussão coletiva e análise dos casos clínicos.
TRATAMENTO DE PATOLOGIAS EM MEDICINA CHINESA
Apresenta a relação entre os dois sistemas de classificação da patologia, ocidental-biomédico e chinês-tradicional. Estuda patologias específicas sob a perspectiva da Medicina Chinesa sobre etiologia, processo patológico, síndromes associadas e métodos de tratamento.
PRÁTICAS ORIENTAIS EM DEBATE
Apresenta práticas relacionadas à Medicina Tradicional Chinesa em suas diversas expressões: Acupuntura, farmacologia, moxabustão, ventosas, Tuiná e Qi Gong, promovendo a reflexão e o debate. Estimula o interesse pela prática contemporânea da Acupuntura e pela atualização dos conhecimentos na área.
METODOLOGIA DA PESQUISA
Desenvolve a compreensão dos procedimentos metodológicos necessários à produção de trabalhos científicos, contribuindo para a elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso
ATIVIDADES COMPLEMENTARES
Orienta e supervisiona atividades correspondentes a atuação acadêmica em eventos científicos, culturais e sociais e outros de interesse para a Acupuntura, de forma a complementar e a enriquecer a formação integral do especialista.
ESTUDOS ORIENTADOS
Orienta e supervisiona a realização de estudos sobre Acupuntura e/ou temas de áreas afins como forma de desenvolver a autonomia do aluno e as competências necessárias para a produção científica.
TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO
Orienta metodológica, científica e tecnologicamente para o desenvolvimento do Trabalho de Conclusão do Curso, levando o aluno a exercitar as etapas do processo de desenvolvimento do trabalho de natureza científica e as normas técnicas.
 
   TOTAL
Nos cursos oferecidos pelo Centro Universitário Senac, as estratégias pedagógicas buscam promover a colaboração, a troca de experiências, ideias, informações e comunicação entre os alunos e os professores, visando o desenvolvimento de competências.

Nesse sentido, as atividades acadêmicas compreendem não apenas o que acontece nas salas de aula, devendo expandir-se para outros locais adequados à realização de trabalhos teóricos e práticos (bibliotecas, laboratórios e outros), leituras, pesquisas, projetos, atividades individuais e em grupo, atividades culturais, esportivas e artísticas conforme a natureza e a programação de cada componente curricular, explicitadas nos respectivos planos de ensinos, conduzidas sob a orientação docente.

No conjunto, as aulas e todas essas atividades programadas e orientadas pelos docentes expressam quantidade de trabalho acadêmico a que o aluno deve se dedicar ao longo do curso para titular-se, realizando a integralidade da carga horária estabelecida, materializando a autonomia e centralidade do aluno no processo de ensino-aprendizagem.
Pós-graduação lato sensu Especialização em Acupuntura.
O certificado será expedido pelo Centro Universitário Senac após a conclusão do curso.
Inscrições abertas de:  6 de maio a 31 de julho de 2019.

Veja as etapas do processo de ingresso de pós-graduação
Para candidatos brasileiros:
- 1 cópia (frente e verso), e o original do diploma de graduação devidamente registrado segundo as normas do MEC (Certificado de curso sequencial não corresponde a diploma de graduação nem permite matrícula em cursos de especialização ou cursos de pós-graduação stricto sensu). O diploma de graduação poderá ser provisoriamente substituído por atestado ou declaração que comprove que o candidato concluiu o curso e colou grau, mencionando a data em que a colação ocorreu. Diplomas emitidos por instituições estrangeiras devem ser revalidados nos termos da legislação brasileira (o diploma de graduação pode ser provisoriamente substituído por atestado ou declaração que comprove que o candidato concluiu o curso e colou grau, mencionando a data da colação), além da portaria de autorização ou reconhecimento do curso expedida pelo MEC;
- 1 cópia (frente e verso) da carteira de identidade (RG);
- 1 cópia (frente e verso) do Cadastro de Pessoa Física (CPF);
- 1 foto 3x4 recente.

Para candidatos estrangeiros residentes no Brasil:
- 1 cópia autenticada do diploma de graduação (com autorização consular e tradução juramentada, exceto se estiver em língua espanhola);
- 1 cópia da Carteira de Identidade de Estrangeiro (RNE) e CPF;
- 1 foto 3x4 recente.

Para candidatos estrangeiros não-residentes no Brasil:
- 1 cópia autenticada do diploma de graduação (com autorização consular e tradução juramentada, exceto se estiver em língua espanhola);
- 1 cópia do passaporte e do visto de permanência no país;
- 1 cópia de plano de seguro que garanta a cobertura de despesas médico-hospitalares e de repatriação;
- Declaração de proficiência em língua portuguesa, assinada por professor habilitado;
- 1 foto 3x4 recente.

Selecione a unidade de seu interesse e faça a inscrição on-line

Quer ser informado sobre novas turmas?
 

Outras informações sobre este curso

Pela parceria estabelecida com o Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo (CRF-SP), visando agregar valor educacional aos envolvidos, o Senac oferta este curso de pós-graduação com desconto diferenciado de 25%, não cumulativo, aos farmacêuticos regularmente inscritos no CRF-SP e funcionários desse conselho.