Home  >  Cursos de Pós-Graduação  >  Gestão de Projetos Sociais no Território

Gestão de Projetos Sociais no Território

Você se especializará na gestão de projetos sociais para atuar de forma colaborativa e fortalecer a cidadania, justiça e participação social, respeitando as potencialidades e diversidades socioculturais de cada território.

Carga horária: 360 horas

Você poderá atuar na área de gestão social governamental, privada, terceiro setor e sociedade civil organizada. Também poderá elaborar e implementar projetos sociais, assumindo cargos de gestão e coordenação, além de funções técnicas e de consultoria.
Pessoas com graduação completa em diversas áreas do conhecimento, preferencialmente, em Ciências Sociais, Negócios e Direito, que atuam em espaços como empresas privadas, setor público ou organizações da sociedade civil, e que tenham interesse na incorporação dos valores e princípios da responsabilidade social em suas práticas de gestão.

Como algumas aulas não serão presenciais, você precisará usar um celular, tablet ou, preferencialmente, um computador com conexão à internet.
ESTADO, SOCIEDADE CIVIL E PROJETOS SOCIAIS NO TERRITÓRIO
Indica a construção coletiva de cenários da contemporaneidade, articulando fatores conjunturais a processos sócio-históricos e econômicos, que marcam a formação da sociedade brasileira e que são determinantes para justificar a relevância de projetos sociais. Apresenta as temáticas sociopolíticas, socioculturais, bem como socioambientais, dentre as quais se destacam: conceitos do esgotamento dos recursos naturais e o aquecimento global; consumo e estilo de vida na sociedade contemporânea; experiências e práticas de luta e mobilização social; influências e perspectivas sobre o Estado e os direitos do cidadão em tempos de retrocesso da democracia; potencialidades e limitações das relações entre as organizações sociais, setor governamental e setor privado corporativo nos processos de intervenção social em tempos de financeirização da economia.
DIREITOS HUMANOS: COMPREENSÃO E CRÍTICA
Desenvolve um olhar crítico sobre os direitos humanos e as teorias que os circundam, discutindo seus fundamentos, sua efetivação, seus limites e possibilidades na contemporaneidade, considerando os fundamentos do curso. Aprofunda na temática dos direitos humanos e exercita a compreensão crítica, para que possa atuar de forma mais efetiva na realização desses direitos, interpretando-os de maneira a atualizá-los e ajustá-los a situações particulares, em contextos complexos. Aborda o tema dos direitos humanos, apresentando textos e autores que discutem os fundamentos e limites de possibilidade de efetivação desses direitos. No que diz respeito ao fundamento dos direitos humanos, explora as fronteiras daquilo que definimos como humano, o antropocentrismo e a crítica ao humanismo. Analisa os limites do Estado-Nação, da soberania e da legalidade no contexto de afirmação dos direitos humanos na contemporaneidade. Discute a quem, afinal, os direitos humanos são dirigidos e como podem ser efetivados. Articula possíveis soluções para as críticas apresentadas, buscando alternativas teóricas e práticas a partir dos limites identificados.
TERRITÓRIO E DIREITO À CIDADE
Discute as contradições da cidade capitalista e as possibilidades emancipatórias da ação social no território, por meio de reflexões sobre a relação entre o território como base para ação das políticas públicas e campo das lutas sociais e o debate sobre questões relacionados ao acesso à cidade e à cidadania, política pública e intersetorialidade; práticas sociais e suas relações com as diversidades socioculturais e especificidades locais em tempos de globalização, com a finalidade de instrumentalizar o aluno para a compreensão do território como expressão política do espaço e a cidade como expressão territorial da cidadania e do direito à cidade.
INDICADORES SOCIAIS NO BRASIL
Discute coletivamente conceitos e tipologias dos indicadores sociais no Brasil, enquanto processo de construção social e instrumento de diagnóstico, formulação e avaliação de políticas públicas, a partir da identificação das fontes de informações disponíveis no Brasil e no exterior. Pesquisa sobre projetos de referência que dialogam com territórios e indicadores sociais, com a finalidade de exercitar a elaboração de indicadores para os projetos no território.
ESTRUTURAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS NO TERRITÓRIO
Aborda a estruturação de um projeto social, desde seu planejamento, diagnóstico e prospecção de estratégias e processos no desenho da intervenção; objetivos e resultados a alcançar; implementação, desenvolvimento e avaliação. Destaca as fases do planejamento, o diagnóstico do território e da população a ser atingida; estudos de viabilidade, vulnerabilidades e potenciais; detalhamento das atividades propostas com hierarquia de importância e prazo para a construção e desenvolvimento da ação e do cronograma físico-financeiro.
AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO DE PROJETOS SOCIAIS NO TERRITÓRIO
Analisa a importância dos sistemas de avaliação e monitoramento dos projetos sociais. Avalia os projetos a partir da perspectiva do seu potencial de impacto, relevância social, adesão da população e gestão participativa. Consolida indicadores e instrumentos com a finalidade de acompanhar o desenvolvimento e analisar os resultados do projeto.
CONEXÃO COM O MERCADO I
PROJETO SOCIAL NO TERRITÓRIO I
Propõe a estruturação do projeto social no território, a partir do diagnóstico do contexto socioterritorial que justifica sua implantação, considerando as técnicas de pesquisa e metodologia de projetos participativos, discutindo coletivamente os indicadores sociais a ele vinculados, com a finalidade de conceber e estruturar projetos no território.
CAPTAÇÃO DE RECURSOS E PARCERIAS INOVADORAS
Problematiza a captação de recursos para organizações sem fins lucrativos e seus projetos, refletindo sobre o desenvolvimento de ferramentas e modalidades de mobilização de recursos, visando a busca de sustentabilidade econômica no desenvolvimento de projetos sociais. Discute as parcerias com alternativas inovadoras de desenvolvimento e otimização de recursos, a partir da identificação da rede de instituições públicas, comunitárias ou privadas, mobilizáveis.
PROJETOS ARTICULADOS EM REDE
Apresenta os modelos de engajamento multisetoriais, observando sujeitos envolvidos e públicos implicados, tendências de ação em rede e de articulação de projetos sociais que incorporam objetivos e arranjos compartilhados, alcançando ganhos de legitimidade e assertividade, com a finalidade de produzir novas perspectivas e inovações no projeto social.
COMUNICAÇÃO DE RESULTADOS E PRESTAÇÃO DE CONTAS EM PROJETOS SOCIAIS NO TERRITÓRIO
Aborda a comunicação de resultados e a prestação de contas a todas as partes interessadas, a partir da compreensão sobre as semelhanças e diferenças entre comunicação de resultados e prestação de contas e do conceito de accountability, visando fornecer elementos para elaboração de orçamento e diretrizes para comunicação e captação de recursos.
GESTÃO SOCIAL
Aborda a gestão social de forma ampla ancorada na concepção de um Estado Social de direito e, portanto, na autoridade reguladora das ações públicas, o que implica na clareza de sentido, no significado e nas normas que regulamentam a política, o projeto ou serviço. Destaca a gestão não restrita apenas a cargos de gerenciamento, mas a processos que exigem fluxos de ação, informação e decisão –envolvendo habilidades comunicativas de negociação, produção de consensos e articulação com os demais serviços, programas e redes sociais presentes no território –, com o objetivo de assegurar organicidade e efetividade à própria ação fim que se almeja. Trata das exigências de gestão em contextos complexos.
GESTÃO, CONSULTORIA E ASSESSORIA PARA PROJETOS SOCIAIS NO TERRITÓRIO
Discute o perfil do gestor de projetos sociais como educador e mediador de conflitos, em diferentes campos de atuação, a partir da análise do contexto sociopolítico da sociedade, dos desafios éticos que se apresentam na realização de projetos sociais nos territórios, das práticas de mediação de conflitos e de metodologias de sistematização e compartilhamento de experiências com as partes interessadas, visando a criação de projetos sociais que apresentem um diferencial em sua gestão e implementação.
CONEXÃO COM O MERCADO II
PROJETO SOCIAL NO TERRITÓRIO II
Propõe o desenvolvimento do modelo de gestão, considerando os diferentes processos e o contexto do projeto social no território, a gestão participativa, decisões compartilhadas, configuração de projetos coletivos, bem como a consequente comunicação de resultados, a fim de elaborar estratégias de execução e princípios de gestão compatíveis com o propósito da ação e orientadas para o território.
 
   TOTAL
Você participará de aulas e projetos práticos e dinâmicos, conectados às inovações e aos desafios do campo profissional.

Para que tenha mais comodidade, até 40% das atividades realizadas serão não presenciais, sempre com espaço para trocar experiências e ampliar sua rede de contatos.

A nossa pós não tem Trabalho de Conclusão de Curso. Mas, se quiser fazer seu TCC, é possível adquirir uma disciplina complementar para viver essa experiência.

Tudo isso para você evoluir na carreira, mas sem perder a flexibilidade na sua rotina.
Pós-graduação lato sensu - Especialização em Gestão de Projetos Sociais no Território. O certificado será expedido pelo Centro Universitário Senac.

Veja as etapas do processo de ingresso de pós-graduação
Para candidatos brasileiros - apresentar cópias autenticadas em cartório:
- Diploma de graduação, devidamente registrado nos termos das normas estabelecidas pelo Ministério da Educação (MEC);
- Documento de Identificação Civil;
- Cadastro de Pessoa Física (CPF);
- Uma foto 3x4 recente, sem data (colocar o nome completo no verso).

Caso o candidato ainda não esteja de posse do diploma, é permitida a entrega do Certificado ou Declaração de Conclusão, com a data que ocorreu a colação de grau, que deve ser anterior à data de início do curso no qual o aluno está realizando a matrícula, condicionada a entrega posterior do diploma, documento necessário para a expedição do certificado de conclusão do curso de pós-graduação.

A data de validade do Certificado ou da Declaração de Conclusão deverá ser de até, no máximo, 1 (um) ano, anterior à data da matrícula no curso.

Para candidatos estrangeiros - apresentar cópias autenticadas dos seguintes documentos:
- Diploma de graduação, devidamente revalidado nos termos da legislação brasileira vigente;
- Registro Nacional de Estrangeiro (RNE) ou Passaporte e do visto temporário de estudante;
- Cadastro de Pessoa Física (CPF);
- Uma foto 3x4 recente (colocar o nome completo no verso);
- Declaração de proficiência em língua portuguesa, assinada por professor habilitado;
- Plano de seguro, que assegure a cobertura de despesas médico-hospitalares e despesas de repatriação, para os estrangeiros não residentes no Brasil.

Os documentos encaminhados para a matrícula serão analisados e, sendo constatada alguma irregularidade o Centro Universitário se reserva o direito de cancelar a matrícula a qualquer tempo.

Caso o processo de matrícula seja cancelado o candidato será comunicado por e-mail e deverá se manifestar quanto a devolução da documentação no prazo de 30 (trinta) dias corridos, a contar da data de envio do e-mail de cancelamento da matrícula. Caso não se manifeste os documentos serão destruídos.

O candidato poderá optar pela devolução dos documentos via Correios, neste caso, deverá responder o e-mail de cancelamento do processo de matrícula e indicar o endereço de sua preferência para o recebimento da documentação e autorizar a geração de boleto bancário referente aos custos da taxa de envio.

Selecione a unidade de seu interesse e faça a inscrição on-line

Não achou o que procurava? Registre seu interesse para ser informado sobre novas turmas.
 

Outras informações sobre este curso



Botão Whatsapp
Fale com a gente
pelo Whatsapp