Cursos Livres

Desenvolvimento Local como Ação da Responsabilidade Social Empresarial

Propor um processo de construção de conhecimento baseado em estratégias participativas de ensino-aprendizagem, incentivando uma prática flexível, inovadora e pautada em situações que reproduzem no âmbito educacional os desafios a serem enfrentados pelo profissional no mundo do trabalho

Carga horária: 36 horas

Pré-requisito
Ensino Superior Completo.

É desejável que o interessado:
- Tenha participado de trabalhos sociais que buscam o desenvolvimento de grupos, comunidades e territórios.
- Esteja experimentando o desafio de implantar o desenvolvimento local como estratégia dentro do ambiente corporativo onde trabalha.
Escolaridade mínima: ensino superior completo
Curso Livre Desenvolvimento Local como Ação da Responsabilidade Social Empresarial

Mercado de Trabalho

A interação de interesses entre o mundo corporativo e a sociedade é hoje, mais do que uma idealização, uma realidade. As empresas e as pessoas que geograficamente as cercam vivem uma relação de troca que implica em equilibrar ofertas e demandas, em mitigar impactos e em ativar economias locais. Muitas vezes a dicotomia entre maximizar o lucro e maximizar os benefícios no local de operação torna a gestão da empresa confusa sobre o rumo que deve tomar em sua responsabilidade e investimento social.
A complexidade se agrava quando a empresa percebe que pode estar sendo omissa ou obstruindo pessoas de viver plenamente sua liberdade de trabalho, de qualidade de vida, de vocação econômica e até de saúde, quando o assunto é poluição ou impacto ambiental. Com todas essas interfaces somadas ao enfoque crescente da sustentabilidade e dos valores compartilhados, as empresas vão, aos poucos, incluindo as pressões ambientais e sociais na formulação de programas, e operacionalizando os princípios do desenvolvimento sustentável. Para isto, as empresas privadas criaram setores internos diferenciados dedicados a perceber onde é possível atuar em sintonia com os interessados e, especialmente, como compensar as comunidades que habitam em seu entorno pelos recursos que disponibilizam ao negócio. Dessa forma, a empresa busca administrar os desafios da sustentabilidade com o desafio de criação de valor para o acionista.

As comunidades, como atores marginais, quase sempre foram relegadas ao esquecimento, mas, nesse novo contexto, exigem uma nova habilidade da empresa: a de integrar conhecimentos ainda não consolidados, muitas vezes sequer comprovados, de articulação da produção e do consumo com interesses e estruturas locais que afetam diretamente a inserção do negócio no território, como a chamada licença social de operação.

Segundo o Censo do GIFE - Grupo de Institutos, Fundações e Empresas (2011-2012)1, 45% dos membros do Grupo afirmavam ter, em 2011, investimento social com foco em desenvolvimento comunitário. A pesquisa mostra que os associados investem cerca de R$ 2,2 bilhões por ano em projetos sociais, culturais e ambientais feitos de forma planejada, monitorada e sistematizada. O montante destinado por eles equivale a 20% do que o setor privado nacional destina à área social - cerca de R$ 5,7 bilhões, segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). A base de associados do GIFE saltou das 25 organizações, em 1995, para 131 em 2014.

O contexto expressa, portanto, a necessidade de investir na capacitação de facilitadores de processos de desenvolvimento local que, simultaneamente, estejam aptos a dialogar dentro da empresa, agregando significado entre o negócio propriamente dito e o desenvolvimento local dos territórios onde a empresa tem unidades de operação. A demanda está colocada para o mercado profissional, resta a ele responder oferecendo às empresas e comunidades instrumentos de planejamento e gestão qualificados.

Público-alvo

O curso destina-se a profissionais do setor privado que participem ou tenham participado de trabalhos sociais visando ao desenvolvimento de grupos, comunidades e territórios.

Método

Propor um processo de construção de conhecimento baseado em estratégias participativas de ensino-aprendizagem, incentivando uma prática flexível, inovadora e pautada em situações que reproduzem no âmbito educacional os desafios a serem enfrentados pelo profissional no mundo do trabalho.

Programa

.Integrar estratégias de desenvolvimento local na programação da responsabilidade social empresarial.

Certificação

Àquele que concluir com aprovação este curso, será conferido o respectivo certificado de conclusão do curso: DESENVOLVIMENTO LOCAL COMO AÇÃO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL

Documentos para Matrícula

Documento de Identidade (RG) (apresentação do original).
§ CPF ou documento que possua a numeração do CPF (apresentação do original).

Matrículas abertas! Clique na unidade de seu interesse para conhecer valores, datas e horários.

O Senac reserva-se o direito de alterar o número de vagas, datas, horários ou cancelar o programa.

Quer ser informado sobre novas turmas? Selecione a unidade e registre seu interesse.

 
Tags
responsabilidade social, trabalhos sociais, sustentabilidade, responsabilidade social empresarial,