Home > Notícias
05/08/2019 11h21min

Vencer limites e agarrar oportunidades cabem em qualquer idade

O técnico em segurança do trabalho, Luiz Carlos, deixou a roça para tentar a vida na cidade. Abraçou todas as chances de aprender para mudar de vida. Aos 54 anos, decidiu parar de cuidar das máquinas para cuidar das pessoas.

Equipe valoriza a segurança do trabalho nos ambiente da indústria

Luiz Carlos em atividade fortalecendo a importância da segurança no ambiente de trabalho

Oportunidade nunca faltou na vida de Luiz Carlos Martins dos Santos, 57 anos, desde quando veio ao mundo. Antes dele nascer, a sua mãe já havia engravidado de três crianças, que não sobreviveram. No nascimento de Luiz, ela teve a oportunidade, pela primeira vez, de fazer o parto na cidade mais próxima da roça, onde morava, em Votuporanga, interior de São Paulo. E, assim, Luiz nasceu e cresceu na fazenda, onde ele e sua família trabalhavam para se sustentar. Aos 17 anos, recebeu o convite de um amigo para morar na cidade. Uma oportunidade que não podia deixar escapar e que correspondeu, como sempre, com determinação.

"Depois de dois dias em Nova Odessa, perto de Americana, também no interior paulista, consegui um emprego numa indústria de plástico para uma vaga de serviços gerais. Minha primeira tarefa foi lavar os banheiros. Depois de um mês, passei a operador de máquina, na sequência encarregado do setor, depois responsável pela TI e assim foi", conta Luiz.

Nessa empresa, Luiz agarrou todas as oportunidades que surgiram nos 10 anos que permaneceu por lá, principalmente a que o levou a trabalhar de domingo a domingo por três meses. O seu chefe perguntou à equipe quem tinha interesse em trabalhos extras, e ele logo se prontificou. Aprendeu muito. Aproveitava que estava num grupo menor para perguntar como tudo funcionava. Era curioso. Conheceu em detalhes os processos no chão de fábrica, aprendizado que vem pautando a sua carreira.

Essas experiências levaram Luiz a ter contato com a informática, mudar de área e de emprego. Ficou por três anos numa indústria do setor têxtil. Saiu para, finalmente, montar o seu próprio negócio com um amigo, a Pro1000, na área de TI. Enquanto atendia às empresas, observava a organização e a segurança dos funcionários, palpitava sem muito conhecimento, até que um dia surgiu outra oportunidade, prestar consultoria, também, na área de segurança.

"Sempre fiquei atento à segurança das pessoas nessas estruturas. Há ainda falhas a serem corrigidas. Decidi, então, entrar no Senac para fazer o curso Técnico em Segurança do Trabalho, em 2016. Foi um divisor de águas. Estava com 54 anos, o mais velho da turma. Era uma enorme oportunidade estar num ambiente com a estrutura do Senac, onde eu aprenderia muito, mas também ensinaria. Seria uma troca de conhecimento enorme", conta Luiz.

E foi. Luiz fala animado sobre ter podido compartilhar sua experiência de vida com os colegas de sala, o corpo docente e os demais funcionários. De novo, reforça o encontro com as oportunidades. Desta vez, muitas surgiram a partir dos contatos e do aprendizado que obteve no Senac por causa da metodologia, que julgou bem diferente. Animado, Luiz não teve uma falta em 1.200 horas de curso, apresentou e entregou todos os trabalhos e ainda foi indicado pela turma para ser representante de classe.

"No Senac, os docentes não ficam diante da turma repassando a matéria simplesmente. Eles dialogam, acolhem e mediam o aprendizado. Os alunos quem escolhem como estudar o assunto dentro da carga horária determinada. Eles são ouvidos e atuantes no processo de aprendizagem. Foi assim que deixei de lado a minha timidez e aprendi a apresentar meus trabalhos (inclusive, hoje dou palestra para plateias com mais de 200 pessoas); foi assim, também, que aprendi a fazer pesquisa".

E assim que Luiz também tomou uma das decisões que julga das mais importantes da sua vida. Deu outro rumo para a sua consultoria, que passou a prestar serviço aos clientes em segurança do trabalho. Iniciou carreira solo e passou a dar cursos e palestras na área. Como em todas as áreas, aplica seu aprendizado em segurança também na informática. Segundo ele, teve um start durante o curso no Senac.

"Eu percebi que trabalhei parte da minha vida com máquinas, mas o que realmente valorizava eram as pessoas que estavam por trás delas. Era isso mesmo, queria cuidar de vidas, dos seres humanos. Fui me encontrando na área de segurança. As empresas ganham quando evitam acidentes, os funcionários preservam suas vidas e os familiares também ganham em saber que seus parentes vão voltar para casa".

Para Luiz, toda a oportunidade e todo o aprendizado são válidos. Precisam, apenas, serem encarados e considerados como um desafio, independentemente da idade, do momento de vida de cada um e do resultado. Se há ambientes educacionais favoráveis para seguir esse caminho, é importante aproveitá-los e crescer.

Hoje, Luiz valoriza o seu processo de superação profissional e pessoal e comemora o que já conseguiu com as oportunidades que não deixou escapar. É casado, tem casa própria. Os seus dois filhos fazem curso superior, um optou por Direito e o outro por TI. Ele mesmo soma uma série de especializações, de bacharelado a técnico, em várias áreas de conhecimento, além de ter o próprio negócio e, também, ser professor universitário de informática numa faculdade de Limeira.

Tags: História Transformadora, Segurança e Saúde no Trabalho, Senac Americana


Últimas notícias

12/09/2019
12/09/2019
04/09/2019
03/09/2019
29/08/2019
29/08/2019
28/08/2019
Mulheres trans de Araçatuba recebem noite de beleza e ensaio fotográfico
27/08/2019
Conferência discute a logística do Vale do Paraíba e Litoral Norte
23/08/2019
Projeto de design de interiores leva cores e nova vida a instituição social
22/08/2019
Senac é destaque no Top of Mind de Proteção; alunos também são premiados
21/08/2019
Ação destaca importância da criatividade para profissionais da área de eventos
16/08/2019
Natureza e engenharia inspiram criação de moldes de flores de açúcar
15/08/2019
Aplicativo criado por alunas facilita atendimento podológico domiciliar
15/08/2019
Alunos participam de conferência de desenvolvedores da Apple na Califórnia
07/08/2019
Aprendizes compartilham possibilidades com jovens em diferentes espaços
07/08/2019
Evento Farmácia em Cena discute relação entre a saúde e a agenda da ONU
06/08/2019
Visitas a empresas apresentam novas práticas de administração a alunos
05/08/2019
Vivência apresenta possibilidades profissionais a jovens da Fundação Casa
05/08/2019
Senac Registro oferece bolsas para indígenas e quilombolas do Vale do Ribeira
05/08/2019
Sonho é para se realizar

Próximos Eventos

Instagram (@senacsaopaulo)