Home > Notícias
29/01/2019 16h

Desafios sustentáveis ampliam oportunidades de atuação na engenharia

Saturação dos grandes centros urbanos demanda engenheiros mais plurais para criarem soluções alinhadas ao desenvolvimento sustentável.

Jovem mulher na frente de usina eólica com capacete e projeto em papel nas mãos

O Dia de Sobrecarga da Terra tem ocorrido cada vez mais cedo. Indicada anualmente pela Global Footprint Network, a data projeta a partir de qual período as pessoas passarão a consumir mais recursos do que a natureza pode repor em um ano.

Em 2018, a ocasião foi registrada em 1º de agosto, a mais precoce desde o início da pesquisa. Isso significa que todos os outros dias a partir desta data foram vividos de maneira destrutiva para o planeta. O calendário é ainda mais crítico se forem considerados apenas os hábitos de consumo de alguns países, como o Brasil, que teve seu Dia da Sobrecarga em 19 de julho, e os Estados Unidos, que zeraram os recursos naturais em 15 de março. 

A boa notícia é que esse quadro pode ser revertido gradativamente, à medida que novas soluções e atitudes alinhadas à sustentabilidade são implementadas. E os engenheiros estão entre os profissionais que podem dar mais apoio nessa transformação positiva. 

"Desde sempre, quem faz engenharia tem o sonho de modificar o mundo em que vivemos com a criação de novas saídas. Mas, diferentemente do que acontecia décadas atrás, a engenharia atual incorpora em seus projetos os aspectos sociais e ambientais, não mais somente o econômico, estabelecendo rígidos protocolos de preservação da vida e dos recursos naturais", afirma Alexandre Saron, professor do Centro Universitário Senac.

Essa postura mais consciente também é impulsionada pelo cumprimento de exigências governamentais e metas globais, como a Agenda 2030, plano articulado pela Organização das Nações Unidas (ONU) para garantir o avanço sustentável nas próximas décadas. 

Para isso, foram indicados 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que buscam promover uma vida digna para todos, dentro dos limites existentes. "Dos 17 itens, 10 estão diretamente ligados às diversas engenharias e três dependem delas para serem implementadas: saúde e bem-estar, erradicação da pobreza e redução das desigualdades", diz Alexandre.

Além da contribuição direta ao planeta, atuar de acordo com os objetivos da Agenda 2030 abre um leque de possibilidades aos engenheiros, que podem se dedicar à investigação de soluções inovadoras e criação de projetos para diversos setores, nem sempre com conexões previsíveis às atividades da engenharia, geralmente relacionada às cidades.  

É o caso da agricultura sustentável, cuja promoção está entre os ODS e demanda dos engenheiros a construção de sistemas tecnológicos de produção mais eficientes e baratos, como diferentes técnicas de irrigação, considerando e valorizando os ecossistemas regionais. 

Os engenheiros também podem estudar alternativas para potencializar o acesso à energia limpa, outro objetivo proposto pela ONU. Isso aumenta os esforços pela busca de energias renováveis, eficiência energética e tecnologias de combustíveis fósseis avançadas, assim como o investimento na infraestrutura necessária para atingir a meta e opções que reduzam os cursos dessas instalações.

A mobilização é a mesma para o compromisso com o acesso à água potável e saneamento. "Os profissionais de engenharia podem atuar desde o planejamento adequado de crescimento ou desocupação de áreas indevidas de urbanização, passando por novas tecnologias mais eficazes de potabilidade e saneamento, até o tratamento de mananciais degradados", afirma o professor Sérgio Mancini.

Sérgio conta que os engenheiros ainda contribuem com a busca por novos arranjos para o cumprimento de outros ODS, como a tomada de medidas urgentes para combater a mudança climática e assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis. 

Além disso, é possível atuar em cenários mais urbanos, focados na construção de infraestruturas resilientes, na industrialização inclusiva e inovadora, e na transformação das cidades e dos assentamentos humanos em espaços agregadores, seguros e sustentáveis. 

Para Sérgio, essa ampla oportunidade de atuação na engenharia passa a exigir não apenas uma visão mais sistêmica e conhecimento dos ecossistemas, mas também a capacidade de se relacionar com profissionais de outras áreas e de coordenar projetos interdisciplinares, entender as tecnologias de informação e atuar de maneira ética e humana.

Alexandre concorda com o professor. "Um engenheiro de sucesso terá de levar em consideração os potenciais impactos ambientais de suas atividades, mesmo quando não exigir uma obrigatoriedade legal clara. Isso desafia os novos engenheiros a serem plurais em seus conhecimentos técnicos e humanistas, uma vez que as demandas ficam cada vez mais globais, porém exigindo respostas locais".

Conheça os cursos de graduação Engenharia Ambiental e Sanitária, Engenharia Civil, Engenharia da Computação e Engenharia de Produção que estão com inscrições abertas no Processo Seletivo 2019 - 1º Semestre do Centro Universitário Senac

Notícias relacionadas:
- Centro Universitário Senac é eleito melhor instituição em artes e design
- Centro Universitário Senac é eleito melhor instituição em artes e design
- Centro Universitário Senac é eleito melhor instituição em artes e design
- Centro Universitário Senac é eleito melhor instituição em artes e design
- Centro Universitário Senac é eleito melhor instituição em artes e design
- Alunos reconstroem avião Demoiselle criado por Santos Dumont
- Alunos reconstroem avião Demoiselle criado por Santos Dumont
- Alunos reconstroem avião Demoiselle criado por Santos Dumont
- Alunos reconstroem avião Demoiselle criado por Santos Dumont
- Alunos reconstroem avião Demoiselle criado por Santos Dumont
- Inscrições abertas para o Processo Seletivo 2019 - 1º semestre
- Inscrições abertas para o Processo Seletivo 2019 - 1º semestre
- Inscrições abertas para o Processo Seletivo 2019 - 1º semestre
- Inscrições abertas para o Processo Seletivo 2019 - 1º semestre
- Inscrições abertas para o Processo Seletivo 2019 - 1º semestre
- Inscrições abertas para o Processo Seletivo 2019 - 1º semestre


Tags: Agenda 2030 ONU, Centro Universitário Senac, Dia de Sobrecarga da Terra, Engenharia, ODS ONU, Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, Senac São Paulo, cursos de engenharia, engenharia sustentável, engenheiro, vestibular para engenharia


Últimas notícias

23/07/2019
23/07/2019
19/07/2019
Centro Universitário Senac - Águas de São Pedro divulga lista de aprovados para os cursos de Cozinheiro e Garçom
18/07/2019
Capela de Portas Abertas divulga patrimônio histórico e cultural da cidade
18/07/2019
O Jogo Virou: projeto de alunos reúne mais de 200 profissionais da área de eventos
18/07/2019
Livraria Senac está no ar com descontos especiais
17/07/2019
Senac Araraquara completa 70 anos
15/07/2019
Alunos do curso Tecnologia em Gastronomia vencem concursos
15/07/2019
Projeto de alunos de TI avança na Casa de Cultura Vila Guilherme
15/07/2019
Exposição sobre fuxico une moda e sustentabilidade
10/07/2019
Centro Universitário Senac abre processo seletivo para professores
02/07/2019
Alunos fazem pesquisa de campo em barco para compor projeto
02/07/2019
Projetos de alunos integram sustentabilidade e criatividade
01/07/2019
Projeto empodera jovens e idosas de Pindamonhangaba
26/06/2019
Turma de turismo aplica conhecimentos durante visita a Brotas e Barra Bonita
25/06/2019
Centro Universitário Senac apresenta o Programa de Parcelamento Estudantil
25/06/2019
Cursos de férias estão com inscrições abertas no Senac Piracicaba
24/06/2019
Unidades fazem sensibilizações sobre prevenção de acidentes do trabalho
19/06/2019
Semana Senac de Leitura destaca mulheres na literatura brasileira
18/06/2019
Centro Universitário Senac divulga resultado do processo seletivo para professores

Próximos Eventos

Instagram (@senacsaopaulo)