Home > Notícias
17/04/2018 12h52min

Alunos de Idiomas e Educador Social compartilham conhecimentos com refugiados

Participantes da ação sorriem e acenam para a foto em sala de aula do Senac Francisco Matarazzo

Comidas típicas, costumes locais e curiosidades culturais estavam entre os assuntos das conversas entre os participantes

O número de pessoas em situação de refúgio aumentou 12% no Brasil, em 2016, chegando a 9,5 mil pessoas indivíduos de 82 nacionalidades, segundo o Comitê Nacional para os Refugiados, do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Nesse cenário, projetos e ações sociais com o propósito de acolhê-los da melhor forma são sempre muito bem-vindos.

Com o objetivo de contribuir para esse processo de adaptação, turmas de idiomas e do curso Educador Social do Senac Francisco Matarazzo prepararam uma atividade conjunta, em 22 de março, direcionada a esse público.

Doce recepção
A unidade oferece curso de Português para Refugiados em parceria com o Sesc. Como os alunos vêm de diferentes países, os docentes tiveram a ideia de promover uma atividade especial entre os participantes e os demais estudantes de idiomas.

Esses imigrantes estão, em sua maioria, em situação de vulnerabilidade social. Por isso, a turma do Educador Social foi convidada a preparar uma ação de acolhida, vivenciando as competências do curso. Eles planejaram o evento, cuidaram dos materiais, da duração e dos recursos necessários e se envolveram em todo o processo.

Para receber os participantes no dia da ação, os alunos do Educador Social escreveram na vidraça de entrada da unidade diversas palavras e frases em diferentes idiomas e convidaram os alunos de Português a deixar uma mensagem em sua língua nativa também ao chegarem.

Na sala de aula, os alunos de Português, vindos de países como Nigéria, Mauritânia, Guiné-Conacri, Turquia e Marrocos, foram convidados a se apresentar e assinalar, em um mapa, o país de origem. Depois disso, ganhavam um brigadeiro em copinho e a receita do doce em vários idiomas, tudo preparado pelos futuros educadores sociais.

Intercâmbio de saberes
Depois das boas-vindas, os participantes foram divididos em grupos menores, de acordo com a língua falada, e interagiram com os estudantes de idiomas do Senac, que tiveram a oportunidade de praticar inglês, francês e espanhol em uma situação real de comunicação.

Houve uma primeira atividade em português. Os alunos tinham que entrevistar uns aos outros e descobrir informações pessoais como nome, onde mora e a profissão. O objetivo era proporcionar a prática da língua portuguesa com os brasileiros e descobrirem coisas em comum. Além de quebrar o gelo, os falantes nativos de português poderiam ajudar os refugiados nessa prática.

Depois, os alunos foram divididos de acordo com o idioma que estudam ou dominam: inglês, francês e espanhol. Os professores prepararam cartões com coisas típicas do Brasil (capivara, Festa Junina e Feijoada) para servir de motivo para iniciar a conversa.

Os grupos, então, trocaram informações sobre vários assuntos: comidas típicas, costumes locais e curiosidades e a partir daí a conversa se desenrolou de forma natural.

“O objetivo foi oferecer a oportunidade de colocar em prática os conhecimentos e competências que estão construindo no dia a dia de seus cursos, com o diferencial de fazer isso sem precisar convidar alguém de fora do Senac, pois cada estudante contribuiu para desenvolver a competência do outro ao mesmo tempo em que aprimorava a própria. Houve um verdadeiro compartilhamento de saberes”, diz Nielsi Gonçalves de Souza, coordenadora de cursos na unidade.

Novas culturas
Vários participantes fizeram amigos, pegaram contatos e pediram para repetir a experiência. Os alunos de inglês, francês e espanhol não praticaram somente o idioma, mas aprenderam diferenças culturais e trocaram experiências.

Já os de português conseguiram praticar a fala com outros brasileiros, conheceram aspectos típicos de nossa cultura e língua. A turma do Educador Social propôs outras atividades iguais e entendeu a importância de sua atuação em diversos contextos sociais.

“Sem dúvida, tivemos uma experiência boa. Conhecer outros colegas e conversar com eles nos incentivou a falar mais em português”, diz o aluno Manar Zind Ahadid, da Síria.

Jaqueline Borsotti, aluna de inglês, complementa: “Não foi apenas uma aula de idiomas, mas sobre a vida. Foi possível ver o mundo com outros olhos e valorizar ainda mais o que tenho. Aprendi que as pessoas podem ter culturas, aparências, hábitos e preferências diferentes, mas, acima de tudo, cada uma tem seu valor e algo a transmitir com sua história. Não podemos permitir que o preconceito nos proíba de querer bem e conhecer uns aos outros”, diz.

A docente de inglês e português, Clariana Lucas, destaca que a simulação de situações reais é uma prática comum nas aulas e que, nesse dia, foi possível criar, de fato, um contexto real para a prática do idioma.

“Eles foram capazes de compreender e serem compreendidos por falantes nativos de diferentes lugares. Essa interação certamente fortaleceu a autoconfiança de cada participante, algo que sabemos ser imprescindível no aprendizado de uma língua estrangeira”, diz.

Conheça os cursos de idiomas que o Senac Francisco Matarazzo oferece.

Notícias relacionadas:
- Grupo explora diferentes idiomas em passeio pelo centro de São Paulo
- Grupo explora diferentes idiomas em passeio pelo centro de São Paulo
- Grupo explora diferentes idiomas em passeio pelo centro de São Paulo
- Grupo explora diferentes idiomas em passeio pelo centro de São Paulo
- Confira dez dicas para turbinar o aprendizado de um novo idioma
- Confira dez dicas para turbinar o aprendizado de um novo idioma
- Confira dez dicas para turbinar o aprendizado de um novo idioma
- Confira dez dicas para turbinar o aprendizado de um novo idioma


Tags: Educador Social, Português para Refugiados, Senac Francisco Matarazzo, atividade prática de idioma, idiomas Senac, linguagem


Últimas notícias

16/08/2019
15/08/2019
15/08/2019
Alunos participam de conferência de desenvolvedores da Apple na Califórnia
07/08/2019
Aprendizes compartilham possibilidades com jovens em diferentes espaços
07/08/2019
Evento Farmácia em Cena discute relação entre a saúde e a agenda da ONU
06/08/2019
Visitas a empresas apresentam novas práticas de administração a alunos
05/08/2019
Vivência apresenta possibilidades profissionais a jovens da Fundação Casa
05/08/2019
Senac Registro oferece bolsas para indígenas e quilombolas do Vale do Ribeira
05/08/2019
Sonho é para se realizar
05/08/2019
Alunos de moda produzem peças para Santa Casa de Araçatuba e vivenciam rotina de confecção
05/08/2019
O jeito de aprender que todos ganham
05/08/2019
Senac está com inscrições abertas para cursos técnicos EAD
05/08/2019
Vencer limites e agarrar oportunidades cabem em qualquer idade
05/08/2019
Organização de evento temático promove integração e novos aprendizados
02/08/2019
Centro Universitário Senac abre processo seletivo para professores
01/08/2019
Projeto em São José dos Campos instiga o interesse de alunos pela ciência
26/07/2019
Centro Universitário Senac divulga resultado do processo seletivo para professores
24/07/2019
Turmas praticam conhecimentos e levam serviços de beleza a idosos
23/07/2019
Feira Senac de Carreiras facilita acesso de alunos a vagas de estágio e emprego
23/07/2019
Turmas vivenciam os bastidores de um grande evento

Próximos Eventos

Instagram (@senacsaopaulo)