Santana

Programação  •  Serviços  •  Bolsas de Estudo  •  Aprendizagem  •  Notícias  •  Biblioteca  •  Infraestrutura  •  Atendimento Corporativo
Home > Notícias
09/08/2017 13h43min

Chef apresenta as tendências do setor da alimentação para 2020

Lucio Roberto, docente do Senac Osasco, destaca o crescimento da classe C e o envelhecimento da população como fatores que já geram novas demandas.

Casal em ambiente com verduras e legumes, como uma horta, com uma cesta de produtos nas mãos

Valorização e resgate dos sabores regionais, ingredientes já conhecidos para novas receitas, mudanças no comportamento de consumo, modismos, estratégias para atrair e fidelizar clientes foram alguns dos assuntos expostos por profissionais do Senac São Paulo no estande da Feira Internacional de Panificação (Fipan). Evento realizado de 25 a 28 de julho, no Expo Center Norte, na capital paulista.

Cerca de 1 mil pessoas passaram pelo espaço do Senac durante os quatro dias de evento. Público que teve a oportunidade de aprender e se atualizar sobre a curiosa fermentação natural, rotulagem de embalagens, modelos de negócios, cardápios para harmonizações e tendências de alimentação. Além desses e de outros temas tratados em palestras, especialistas da instituição demonstraram receitas, apresentaram dicas de preparo e convidaram os presentes a experimentar doces e salgados feitos na hora por chefs de cozinha que atuam como docentes de cursos de gastronomia. Os participantes ainda foram surpreendidos quando o termo harmonização foi desvendado como algo que todos já fazem no dia a dia. Só não sabiam disso!

Em meio a tantas informações e novidades, para os empreendedores ou para os que pretendem investir no segmento da alimentação, é imprescindível entender o comportamento do consumidor e do mercado. Pensando nisso, Lucio Roberto Batista da Silva*, docente do Senac Osasco, apresentou um completo cenário de tendências dessa área para além de 2020, que destaca o perfil do novo consumidor.

“Algumas já estão vigentes e outras vamos ver acontecendo nesse período. Uma vez que você entende o mercado, pode se antecipar ao cara que comercializa o mesmo produto e que está ao seu lado. Será que não posso verificar esse novo público, esse movimento e criar produto específico para esse novo cliente?”, questionou o chef.

Na opinião do docente, é necessário observar o crescimento da classe C, que, em 2012 representava 52%, em 2022 esse número vai saltar para 57%, cerca de 119 milhões de brasileiros.

Ele chama a atenção para o fato de ser "mais da metade da população do país que vai querer ser surpreendida, vai querer que o mercado produza coisas para atender à sua expectativa e à sua necessidade".

O rearranjo familiar também interfere. “A família de hoje não tem mais os mesmos padrões que tínhamos há 50 anos. O número de filhos ou não ter filhos é determinante na mudança na forma de cozinhar e comprar alimentos. As prioridades são outras: viajar, carreira...”.

Uma questão de extrema relevância é o envelhecimento das pessoas, alerta o docente. Hoje, 13% da população é composta por idoso, e, 2010 será 20 % e em 2050 esse número sobe para 39%. O que Lucio quer dizer "é preciso prestar atenção a nessa nova demanda que cresce a cada ano. Quem vai suprir essa demanda, com uma série de necessidades especiais e fisiológicas. Isso porque o corpo muda, por mais forte que seja esse público, as necessidades são outras, quem vai ocupar esse mercado no ramo da alimentação? Oferecendo a eles o que realmente querem e precisam?”.

Além desses pontos que merecem planejamento, há as 
5 tendências que vão permear o mercado nos próximos anos, apresentadas no Seminário Brasil Food Trends 2020.


Ao final, o chef valorizou a cadeia produtiva e fez um convite aos participantes: “Que tal conhecer o cara que planta o alface que você coloca no seu lanche. É preciso conhecer todas as etapas da cadeia produtiva. Por que precisamos estar tão longe dos que produzem os alimentos que utilizamos na nossa cozinha?”, desafiou ao público.


Lúcio Roberto*
- chef de cozinha, com formação em Gastronomia, em Eventos e em Alimentos Industrializados. 
Pós-graduado em MBA em Comunicação e Marketing e em Panificação e Confeitaria, fez extensão universitária em Capacitação em Docência para Ensino Superior. Trabalhou com um dos maiores banqueteiros de São Paulo, Viko Tangoda, nos projetos Camarote da Brahma e Grande Prêmio de Fórmula 1. Integrou a equipe de um dos melhores restaurantes de culinária italiana do Tatuapé, La Pergolleta. Inaugurou um restaurante no ABC, Universo Maria, que, depois de um ano, ganhou como o Melhor Restaurante Contemporâneo do ABC, pela Veja do ABC. Também criou uma empresa de Eventos Coorporativos, a Je Suis Gastronomia e Eventos. Leciona no curso Tecnologia em Gastronomia na Universidade Cruzeiro do Sul, no Sesc Itaquera e na Fundação Tide Azevedo Setúbal e é docente do curso Técnico em Cozinha e de cursos livres do Senac de Osasco

Fipan
 

A Feira Internacional de Panificação, Confeitaria e Varejo (Fipan) é um dos principais eventos destinados a promover negócios para todos os segmentos de alimentação fora do lar. A edição deste ano foi realizada de 15 a 28 de julho, no Expo Center Norte, na capital paulista, com mais de 60 mil visitantes nos 4 dias de evento. 
O Senac São Paulo esteve presente com um estande, no qual ofereceu palestras e aulas apresentadas por docentes da instituição e convidados. 


Conheça os cursos da área de gastronomia  que o Senac São Paulo oferece.

Notícias relacionadas:
- Alimentação: entender os momentos de consumo para atrair mais clientes
- Alimentação: entender os momentos de consumo para atrair mais clientes
- Alimentação: entender os momentos de consumo para atrair mais clientes
- Panzanella com cerveja e pudim com vinho. Aprenda a fazer e a harmonizar
- Panzanella com cerveja e pudim com vinho. Aprenda a fazer e a harmonizar
- O glúten é mesmo um vilão?
- O glúten é mesmo um vilão?
- O glúten é mesmo um vilão?
- “O azeite é a melhor de todas as gorduras”
- “O azeite é a melhor de todas as gorduras”
- “O azeite é a melhor de todas as gorduras”
- “O azeite é a melhor de todas as gorduras”


Tags: Fipan, Senac Osasco, Senac São Paulo, Senac na Fipan, envelhecência e a alimentação, evolução da classe C, novas demandas para o setor da alimentação, padrões de consumo, ramo da alimentação em 2020


Últimas notícias

10/05/2019
10/05/2019
08/05/2019
Bombeiro compartilha experiência na operação de salvamento em Brumadinho
06/05/2019
Turma organiza evento gastronômico para praticar versatilidade de formatos
06/05/2019
Pós-graduação: Processo de Ingresso - 2º semestre 2019 está com inscrições abertas
03/05/2019
Festival organizado por alunos integra moda e arte
03/05/2019
7 dicas para manter a empresa segura no ambiente digital
03/05/2019
Turma de enfermagem acompanha procedimentos em centro cirúrgico
03/05/2019
Exposição promove reflexão sobre a beleza do envelhecimento
03/05/2019
Alunos aprofundam teorias da administração em projetos sustentáveis
02/05/2019
Com mão na massa, turmas refletem sobre logística e produção alimentícia
02/05/2019
Senac oferta cursos de cuidador de idosos em parceria com a Central Nacional Unimed
02/05/2019
Senac está com inscrições abertas para cursos de pós-graduação a distância
02/05/2019
Centro Universitário Senac abre processo seletivo para professores
26/04/2019
Alunos de logística percorrem bastidores de indústria de capacetes
23/04/2019
Senac Francisco Matarazzo completa 40 anos de história
17/04/2019
Turma de fotografia expõe registros e retratos da cidade de São Paulo
17/04/2019
Aprendizes realizam ações com foco no mercado de trabalho
17/04/2019
Alunos de confeitaria apresentam receitas das cinco regiões brasileiras
16/04/2019
Barba, cabelo e bigode: alunas vivenciam profissão em nicho em expansão

Próximos Eventos

Instagram (@senacsaopaulo)