Home > Notícias
22/06/2017 18h03min

Eventos promovem discussões sobre diversidade sexual

Apresentação da drag queen Sasha durante Fórum Aprendizagem do Senac Santana

Apresentação da drag queen Sasha durante Fórum Aprendizagem do Senac Santana

Uma boa conversa pode ajudar a desconstruir mitos e derrubar preconceitos. Pensando nisso, o Senac Largo Treze e a unidade Santana colocaram a diversidade como pauta de ações realizadas em maio.

Largo Treze
Com o tema Precisamos falar sobre diversidade, uma roda de conversa no Senac Largo Treze reuniu docentes, alunos, comunidade e funcionários para discutir diversidade sexual, intolerância, violência e desenvolvimento social e político de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros.

A ação foi organizada pela biblioteca da unidade em 17 de maio, em parceria com o Programa Rede Social da unidade e o Centro de Cidadania LGBT, e buscou desenvolver a empatia e promover esclarecimentos sobre o assunto.

A conversa contou com as contribuições de Alan Henrique de Oliveira e Giselle de Sousa Cardoso, que atuam no Centro de Cidadania LGBT da região sul, e de Marcus Vinicius Aloisio Vieira, funcionário do Senac Lapa Faustolo que acompanha movimentos LGBT.

Giselle fez uma sensibilização com o público. “Imagina a cor dos seus olhos. Não tem como mudar e você nasceu assim. E se as pessoas começassem a te excluir porque a cor dos seus olhos não é mesma que a delas? Você não pode fazer nada para mudar isso, mas você continua sendo excluído e hostilizado”, diz.

E complementou: “A pessoa pode até usar uma lente de contato e se omitir para não sofrer violência, mas a cor real dos olhos dela continua a mesma”.

Em seguida, a plateia interagiu por meio de perguntas e depoimentos. Alguns pais contaram preconceitos sofridos pelos filhos e pediram auxílio para lidar com essas questões.

Nesse ponto, Marcus orientou os pais a apoiarem os filhos e recomendou que estudem sobre o tema e entendam os filhos com companheirismo. “É essencial não deixar que se sintam desamparados. Você não pode tirar todas as situações ruins da vida do seu filho, mas pode amá-lo o bastante para que ele não se importe com isso”, resume.

A aluna Jessica da Silva Araújo comenta a experiência. “Compreendi que temos que ser o que queremos e não o que a sociedade quer que a gente seja”, destaca.

Para o docente Rodolfo Gonçalves, foi um debate de alto nível que trouxe o preconceito enfrentado pelas pessoas LGBT. “Segregar nunca foi a resposta para uma sociedade justa. Temos que lutar, debater e ocupar os espaços frente à intolerância”, afirma.

Santana
Promover o respeito à diversidade também foi a proposta do Fórum Aprendizagem – universo trans, realizado de 8 a 10 de maio no Senac Santana.

A ideia do evento surgiu dos docentes do programa Aprendizagem ao observarem divergências em algumas turmas em função da orientação sexual dos alunos e buscou, por meio do fórum, prevenir situações de bullying.

Para falar sobre esse universo e promover a empatia, a ação trouxe Sadraque Rodrigues Barbosa (Sasha Ramopê) e Gabriela de Oliveira Rodrigues (Gael) para compartilhar experiências.

Aluno do curso Maquiador, Sadraque é drag queen e utiliza o nome Sasha em suas performances. Ele convidou o amigo transgênero Gabriela de Oliveira Rodrigues, que utiliza o nome social Gael e é ativista do movimento LGBT, para participar do evento.

Os dois falaram sobre as dificuldades encontradas no relacionamento com os amigos e família durante a adolescência, do mercado de trabalho, homofobia, violência, preconceito, androgenia, paradigmas criados pela sociedade com relação a sexo, relações com mais de uma pessoa, doenças, drogas, bebidas e outros temas.

Durante a conversa, os alunos esclareceram dúvidas sobre o assunto e contaram situações de homofobia que sofreram ou vivenciaram.

Ao final, Sasha fez uma apresentação vestido de drag queen para mostrar como o homossexual é visto na sociedade e utilizou a música Não Recomendado, de Caio Prado, para expressar esse momento. Na performance, ele tirou algumas peças do personagem, removeu a maquiagem, a peruca e parte da roupa feminina, mostrando sua expressão masculina e provocando reflexões sobre como ele é e como se sente.

“A apresentação foi muito legal e me transportou para outro universo. A música com a interpretação ajudou a ver o mundo que eles vivem e como é a homofobia”, conta o aluno Nicolas Silva Dutra.

A colega Thamara Marcy Domingos Silva concorda: “Aprendi com muitas coisas que eles passaram na vida e começamos a entender mais sobre o preconceito. Ninguém escolhe passar por tudo isso só pela orientação sexual. A turma toda mudou, pois ninguém tinha noção desse universo com tantas diferenças”.

Por sua vez, Sasha destaca que a ação realmente buscou descontruir ideias embasadas em preconceitos por meio de informação e arte, mostrando o assunto por outra perspectiva. "Mostramos que em meio a todas as diferenças o mais importante sempre é ter respeito e empatia com o próximo”, diz.

Conheça o programa Aprendizagem do Senac São Paulo.

Tags: Centro de Cidadania LGBT, Senac Largo Treze, Senac Santana, androgenia, cidadania, diversidade sexual, homofobia, intolerância, movimento LGBT, preconceito, programa Aprendizagem


Últimas notícias

16/09/2019
12/09/2019
12/09/2019
04/09/2019
03/09/2019
29/08/2019
29/08/2019
Editora Senac São Paulo representa Brasil na Feira Internacional do Livro de Macau
28/08/2019
Mulheres trans de Araçatuba recebem noite de beleza e ensaio fotográfico
27/08/2019
Conferência discute a logística do Vale do Paraíba e Litoral Norte
23/08/2019
Projeto de design de interiores leva cores e nova vida a instituição social
22/08/2019
Senac é destaque no Top of Mind de Proteção; alunos também são premiados
21/08/2019
Ação destaca importância da criatividade para profissionais da área de eventos
16/08/2019
Natureza e engenharia inspiram criação de moldes de flores de açúcar
15/08/2019
Aplicativo criado por alunas facilita atendimento podológico domiciliar
15/08/2019
Alunos participam de conferência de desenvolvedores da Apple na Califórnia
07/08/2019
Aprendizes compartilham possibilidades com jovens em diferentes espaços
07/08/2019
Evento Farmácia em Cena discute relação entre a saúde e a agenda da ONU
06/08/2019
Visitas a empresas apresentam novas práticas de administração a alunos
05/08/2019
Vivência apresenta possibilidades profissionais a jovens da Fundação Casa
05/08/2019
Senac Registro oferece bolsas para indígenas e quilombolas do Vale do Ribeira

Próximos Eventos

Instagram (@senacsaopaulo)