Home > Notícias
05/06/2017 11h04min

Reduzir o consumo, reutilizar mais e reciclar sempre

Confira como a sociedade pode mudar hábitos para não agredir ainda mais o meio ambiente em que vive.

Qual é o seu comportamento como consumidor? E quanto aos cuidados com os resíduos consequentes das suas compras? Se, ao escolher um produto, você leva em conta o meio ambiente, a saúde humana e animal, as relações justas de trabalho, além de questões como preço e marca, pode se considerar um consumidor consciente.

O consumo consciente pode ser praticado no dia a dia, por meio de simples atitudes. De acordo com o Ministério do Meio ambiente, é importante pensar em todos os impactos da compra, uso ou descarte de produtos ou serviços.

Para valorizar os efeitos do consumo consciente, o biólogo Antonio César Bigotto*, docente do Senac Jabaquara, traz uma reflexão sobre as consequências do consumismo com relação à geração e descarte de resíduos. Além disso, fornece orientações sobre reaproveitamento de materiais, esclarece o uso dos símbolos nas embalagens e apresenta no que podem se transformar alguns materiais após a reciclagem.

Segundo o docente, quando os resíduos não são gerenciados de maneira correta podem causar sérios problemas ao meio ambiente como a poluição do ar, da água e do solo, o esgotamento dos espaços em aterros sanitários e até mesmo o de alguns recursos naturais.

Mais de 5,5 milhões de pessoas estão morrendo de forma prematura no mundo todo ano como resultado da poluição do ar de acordo com o projeto Global Burden of Disease. Já segundo a OMS, mais de 7 milhões de pessoas morrem anualmente por causa da contaminação do ar.

Os dados são alarmantes e por isso, o biólogo explica como aplicar a política dos *3Rs, que consiste em Reduzir, Reutilizar e Reciclar.



Reciclar
“Todos os nossos esforços devem ser em reduzir a geração de resíduos, tentar reutilizar ou criar novos objetos com o que não conseguimos reduzir. Apenas após os dois primeiros momentos aparecerá a reciclagem, um conjunto de técnicas de reaproveitamento de materiais descartados, reintroduzindo-os no ciclo produtivo. É uma das alternativas de tratamento de resíduos sólidos mais vantajosas, tanto do ponto de vista ambiental quanto do social. Uma vez que ela reduz o consumo de recursos naturais, poupa energia e água, diminui o volume de lixo e dá emprego a milhares de pessoas, ou seja, é uma atividade que está de acordo com os princípios da sustentabilidade”, esclarece o biólogo.

O profissional chama a atenção para os símbolos presentes nas embalagens. “Precisamos sempre nos atentar ao consumo, pois os símbolos da reciclagem podem desenvolver uma falsa sensação de que podemos consumir sem limitações, desde que esse consumo seja dirigido aos itens recicláveis”, afirma.

Para o docente, a intenção inicial não era que os símbolos fossem armas de venda, nem uma garantia que um produto fosse ecológico ou mais reciclável que outros. “Porém, valendo-se da inexistência de programas de orientação ao consumidor, as indústrias usam os símbolos com caráter fortemente mercadológico, contribuindo para uma consciência ecológica baseada numa reciclabilidade infinita. Os símbolos apenas indicam que os materiais são potencialmente (e tecnicamente) recicláveis e não que serão efetivamente reciclados”, declara.

Assim, os símbolos da reciclagem inseridos em produtos e embalagens, para facilitar a identificação e separação de materiais/resíduos e, consequentemente, para diminuir o volume de lixo destinado a aterros e lixões, provoca o efeito oposto: incentivam a descartabilidade, legitimando o desperdício e aumentando a quantidade de lixo gerado nas cidades.

Já os símbolos de reciclagem, padronizados por uma Norma estabelecida pela ABNT, têm como objetivo sinalizar a possibilidade do material em questão ser reciclado alertando os consumidores para o descarte seletivo, além de identificar os tipos de material plástico.

A sequência de três setas em formato triangular é o símbolo internacional da reciclagem. Tal simbologia é, comumente, utilizada para indicar, de forma geral, que o material pode ser reaproveitado na produção de um novo produto.

Todos estão acostumados a separar, basicamente, plástico, papel e vidro. Mas, as latas de aço de aerossol também podem ser recicladas. Para isso, é necessário que todo o conteúdo da embalagem seja esvaziado e que ela não esteja furada ou amassada.

Após tomar tais cuidados, a embalagem pode ser destinada a centros especializados que farão a reciclagem por meio de equipamentos capazes de perfurar as latas e reter os compostos orgânicos voláteis.

“Com a retirada dos compostos, o que sobra é o aço, material 100% reciclável que pode servir como matéria-prima para fabricação de carros, geladeiras, eletrodomésticos e acessórios como tesouras ou maçanetas. 
É indicado ainda que, caso a embalagem contenha partes plásticas, ou rótulos de papel, elas sejam removidas e separadas em recipientes adequados para o seu tipo de material”, orienta o docente.

O mesmo se pode dizer sobre o isopor, que vem nas embalagens, protegendo objetos frágeis, como um computador ou vidro, por exemplo. Antonio explica que o isopor, também conhecido como poliestireno, é um plástico que pode ser 100% reciclado. “Para isso, é necessário destiná-lo a centros especializados, pois há máquinas especialmente desenvolvidas para esse processo. Após ser reciclada, a matéria-prima proveniente do isopor substitui a madeira e pode ser usada como moldura, régua, rodapé, brinquedo, assim como pode ser destinada a insumo para concreto e a solado plástico para calçados”, finaliza.


Veja os endereços dos ecopontos da cidade de São Paulo.

Para equipamentos eletrônicos, doe para o Museu do Computador.

Dia Mundial do Meio Ambiente
Conectando as pessoas à natureza. Esse é o tema instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) para o Dia Mundial do Meio Ambiente 2017, celebrado em 5 de junho. A partir do slogan “Estou com a Natureza”, a ideia central da campanha desse ano é impulsionar os esforços para a conservação do planeta.

Criado pela ONU em 1972, o Dia Mundial do Meio Ambiente chega aos 45 anos sendo considerado a principal data da organização para incentivar em escala global a sensibilização e a criação de iniciativas em favor do meio ambiente.

Referência na área
Quando o assunto é formação em meio ambiente, segurança e saúde no trabalho, o Senac Jabaquara é referência. São 30 anos de tradição e mais de 40 opções de cursos, desde cursos livres e técnicos até pós-graduação (presencial e a distância).

Conheça os cursos da área com inscrições abertas na unidade.


*Antonio César Bigotto é biólogo, mestre pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo e especialista no Ensino de Ciências e Biologia pelas Faculdades Integradas de Jales. Atualmente, continua se dedicando ao estudo das questões ambientais no âmbito das práticas de ensino e de aprendizagem, atua como docente da rede pública estadual de ensino, na disciplina de Biologia e do curso Técnico em Meio Ambiente do Senac São Paulo.

Tags: #EstouComANatureza, 30 anos do Senac Jabaquara, Conectando as pessoas à natureza, Dia Mundial do Meio Ambiente, consumo consciente, curso na área de meio ambiente, curso na área de saúde e segurança do trabalho, dicas para reutilizar e reciclar, o que são 3Rs, o que é ressignificar, práticas sustentáveis, reciclagem, reduzir o consumo, símbolos de reciclagem nas embalagens


Últimas notícias

24/05/2019
24/05/2019
22/05/2019
22/05/2019
22/05/2019
10/05/2019
10/05/2019
Senac São Paulo está entre os Melhores Fornecedores para RH 2019
08/05/2019
Bombeiro compartilha experiência na operação de salvamento em Brumadinho
06/05/2019
Turma organiza evento gastronômico para praticar versatilidade de formatos
06/05/2019
Pós-graduação: Processo de Ingresso - 2º semestre 2019 está com inscrições abertas
03/05/2019
Festival organizado por alunos integra moda e arte
03/05/2019
7 dicas para manter a empresa segura no ambiente digital
03/05/2019
Turma de enfermagem acompanha procedimentos em centro cirúrgico
03/05/2019
Exposição promove reflexão sobre a beleza do envelhecimento
03/05/2019
Alunos aprofundam teorias da administração em projetos sustentáveis
02/05/2019
Com mão na massa, turmas refletem sobre logística e produção alimentícia
02/05/2019
Senac oferta cursos de cuidador de idosos em parceria com a Central Nacional Unimed
02/05/2019
Senac está com inscrições abertas para cursos de pós-graduação a distância
02/05/2019
Centro Universitário Senac abre processo seletivo para professores
26/04/2019
Alunos de logística percorrem bastidores de indústria de capacetes

Próximos Eventos

Instagram (@senacsaopaulo)