Home > Notícias
20/09/2016 15h20min

Quebrando o ciclo de violência com ludicidade e conhecimento

A Organização das Nações Unidas tem trabalhado ativamente para diminuir os índices de violência contra a criança ao redor do globo. De acordo com um estudo produzido pela entidade, crianças que sofreram violência psicológica, verbal ou física, têm maior probabilidade de seguirem em situações violentas, seja como vítimas ou reproduzindo o comportamento.

Foi esse o cenário encontrado pelos alunos do curso Agente Comunitário de Saúde do Senac Marília durante sua pesquisa sobre os aspectos da violência. Após discussão em sala e apuração teórica, os estudantes exercitaram o contato direto com a comunidade em seu entorno e realizaram entrevistas nas proximidades da unidade, com o objetivo de desenvolver uma maneira de combater a violência.

Entendendo o impacto do agente comunitário de saúde na coletividade na qual está inserido, os estudantes abordaram adolescentes, adultos e idosos, em questionário qualitativo. A pesquisa identificou que 45% do público entrevistado considera que a idade mais propensa a sofrer violência é de 12 a 18 anos, já 40% afirmou que as crianças de 3 a 6 anos são as maiores vítimas.

Alinhando os estudos realizados em sala com os resultados de campo, os estudantes decidiram realizar uma ação educativa em uma escola infantil da região. A compreensão de que situações violentas são responsáveis pela perpetuação da pobreza, do analfabetismo e índices de mortalidade precoce, gerou a ideia de que o ciclo da violência deve ser quebrado em seu início.

Usando personagens lúdicos conhecidos do imaginário infantil, os jovens elaboraram uma peça infantil que reproduzia situações de violência, com a ideia de conscientizar as crianças de forma que elas agissem como multiplicadoras dos conceitos em casa. Além do teatro, a turma também realizou uma dinâmica para fixação do conteúdo ensinado.

"O trabalho executado pelos alunos levou de maneira lúdica uma mensagem essencial, visto que nos dias atuais tem aumentado muito os índices de atitudes violentas em todas as idades", afirmou a docente Priscila Roberta Paschoal Shirasawa, responsável pelo projeto.

Conheça o curso Agente Comunitário de Saúde oferecido pelo Senac Marília.

Notícias relacionadas:
- Aprendizes promovem conscientização ambiental por meio do teatro
- Aprendizes promovem conscientização ambiental por meio do teatro
- Uso consciente da água é tema de atividade em escola infantil
- Uso consciente da água é tema de atividade em escola infantil
- Uso consciente da água é tema de atividade em escola infantil


Tags: Agente Comunitário de Saúde, Escola, Senac Marília, Senac SP, Teatro, Violência


Últimas notícias

10/05/2019
10/05/2019
08/05/2019
Bombeiro compartilha experiência na operação de salvamento em Brumadinho
06/05/2019
Turma organiza evento gastronômico para praticar versatilidade de formatos
06/05/2019
Pós-graduação: Processo de Ingresso - 2º semestre 2019 está com inscrições abertas
03/05/2019
Festival organizado por alunos integra moda e arte
03/05/2019
7 dicas para manter a empresa segura no ambiente digital
03/05/2019
Turma de enfermagem acompanha procedimentos em centro cirúrgico
03/05/2019
Exposição promove reflexão sobre a beleza do envelhecimento
03/05/2019
Alunos aprofundam teorias da administração em projetos sustentáveis
02/05/2019
Com mão na massa, turmas refletem sobre logística e produção alimentícia
02/05/2019
Senac oferta cursos de cuidador de idosos em parceria com a Central Nacional Unimed
02/05/2019
Senac está com inscrições abertas para cursos de pós-graduação a distância
02/05/2019
Centro Universitário Senac abre processo seletivo para professores
26/04/2019
Alunos de logística percorrem bastidores de indústria de capacetes
23/04/2019
Senac Francisco Matarazzo completa 40 anos de história
17/04/2019
Turma de fotografia expõe registros e retratos da cidade de São Paulo
17/04/2019
Aprendizes realizam ações com foco no mercado de trabalho
17/04/2019
Alunos de confeitaria apresentam receitas das cinco regiões brasileiras
16/04/2019
Barba, cabelo e bigode: alunas vivenciam profissão em nicho em expansão

Próximos Eventos

Instagram (@senacsaopaulo)