Home > Notícias
30/07/2015 17h58min

TI: docente fala sobre as profissões mais requisitadas no mercado

auditório

Neste ano, a área de tecnologia da informação tem como previsão movimentar US$ 3,8 trilhões no mundo, e o Brasil poderá se confirmar como sexto mercado mais importante, com US$ 165,6 bilhões. O setor emprega atualmente mais de 1 milhão de pessoas no país, e deve aumentar em 30% até 2016, segundo dados da Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom).

Para falar sobre as funções mais requisitadas no mercado de trabalho, o Senac Tatuapé promoveu, em 20 de julho, a palestra As Novas Profissões em Tecnologia da Informação. Na ocasião, o docente José de Assis Filho elencou as oito profissões com maior demanda no setor. Confira:

Cientista de Dados: interpreta um grande volume de informações, que chegam pela rede de computadores, e faz uma análise dos dados para que a empresa possa tomar decisões estratégicas. "Este ainda é um profissional raro, pois é necessário ter um conhecimento sólido em linguagem de programação, matemática, estatística e desenvolvimento de sistemas. Por essa razão, a remuneração é uma das mais altas", afirma o palestrante.

Desenvolvedor Mobile: apesar da expansão do uso de smartphones e tablets, ainda faltam desenvolvedores capacitados para criar aplicativos para dispositivos móveis. Neste campo de trabalho é importante ter domínio da linguagem Java e conhecimento em código de programação.

Analista de Infraestrutura de Computação nas Nuvens: o termo 'computação nas nuvens' refere-se a criação de sistemas nos quais os dados são acessados através de uma rede on-line, não estando condicionados a um servidor físico. O analista é a pessoa responsável em trazer soluções para clientes que desejam operar seus serviços por meio da internet, zelando pelo desempenho, disponibilidade e segurança da área.

Especialista em Internet das Coisas: "Diversos aparelhos do dia a dia, como geladeira, carro, óculos e até mesmo roupas, estão se conectando à internet. Para criar tais sistemas, é necessário que o especialista saiba de tudo um pouco – código de programação, desenvolvimento de sistemas, eletrônica, hardware e redes", descreve José de Assis.

Especialista em Segurança da Informação: é responsável por proteger dados pessoais ou corporativos, garantindo a continuidade do negócio, minimizando riscos e maximizando o retorno sobre os investimentos.

Analista e gerente de Tecnologia da Informação: realiza a implantação, acompanhamento e gestão de ferramentas e sistemas eletrônicos em todas as áreas de uma empresa.

Especialista em E-commerce: segundo pesquisa da instituição e-Consulting, estima-se que as vendas de produtos e serviços pela internet alcancem R$ 63,9 bilhões em 2015. Quem deseja trabalhar no ramo deve ser capaz de criar e gerenciar ambientes seguros e rápidos de compra, organizando tarefas como gestão de estoque e atendimento ao cliente.

Especialista de Mídias Sociais: atualmente, as marcas também estão presentes nas redes sociais. O profissional desta área deve ter ampla capacidade de comunicação, elaborando conteúdo, gerenciando páginas e analisando os dados gerados pela interação on-line.

"Qualquer pessoa que trabalhe na área de tecnologia da informação necessita ter profundo conhecimento técnico, procurando se atualizar constantemente. Por ser uma área ampla, é preciso desenvolver o autoconhecimento para analisar a trajetória desejada para sua carreira - onde está e aonde quer chegar. Por último, é fundamental desenvolver habilidades de relacionamento interpessoal, pois, apesar de lidarmos constantemente com máquinas, o produto sempre será utilizado por pessoas", finaliza José de Assis Filho, docente do Senac Tatuapé.

Palestra
Para o participante Arturo Pashalidis, a palestra foi muito esclarecedora. "Estava com dúvidas se deveria me aprofundar na área de programação ou redes. Após a atividade, em conversa com o docente, concluí que desejo me especializar em redes", afirma.

Já para a ex-aluna Frida Nogueira Pereira, "o evento mostrou o assunto de forma abrangente, abordando quais os conhecimentos necessários para cada profissão". E complementa: "o palestrante estava preparado para tirar as dúvidas do público e trouxe dados atuais sobre o tema".

O Senac Tatuapé possui mais de 20 títulos no segmento, distribuído nos nichos de computação gráfica, de desenvolvimento de sistemas, de informática para escritório, de internet, e de redes e infraestrutura, além dos cursos técnicos em Informática e em Rede de Computadores.

Conheça os cursos oferecidos pela unidade na área de tecnologia da informação.

Tags: Senac Tatuapé, demanda, mercado, nicho, palestra, profissionais, segmento, tecnologia da informação


Últimas notícias

17/04/2019
17/04/2019
17/04/2019
16/04/2019
15/04/2019
09/04/2019
08/04/2019
02/04/2019
Formação gratuita em Gestão de Saúde está com inscrições abertas
01/04/2019
Turmas realizam ação para conscientizar sobre prevenção a DSTs
01/04/2019
No ritmo do Carnaval, alunos promovem eventos com diferentes inspirações
29/03/2019
Alunos mobilizam comunidade e transformam terreno em praça com mirante
29/03/2019
Meio ambiente: saiba como drones podem ajudar especialistas na área
26/03/2019
Evento aborda as perspectivas e os desafios do profissional do futuro
26/03/2019
Aprendizes promovem exposição sobre direitos humanos
26/03/2019
Alunos orientam população contra incêndios em Paranapiacaba
26/03/2019
Ações fortalecem turismo e produções locais na região de Sorocaba
26/03/2019
Centro Universitário Senac divulga resultado do processo seletivo para professores
26/03/2019
Centro Universitário Senac - Águas de São Pedro divulga lista de aprovados para os cursos de Cozinheiro e Garçom
20/03/2019
Turmas vivenciam rotina de agência de comunicação
19/03/2019
Indicador de desempenho: o recurso para tirar o planejamento estratégico do papel

Próximos Eventos

Instagram (@senacsaopaulo)