Home > Notícias
12/07/2016 10h31min

Alimentos industrializados: consumo saudável depende de leitura atenta dos rótulos

Confira orientações para a interpretação do que está escrito nas embalagens de produtos alimentícios

imagem de mulher olhando o rótulo de alimento em supermercado

De acordo com dados do Ministério da Saúde, 70% das pessoas consultam os rótulos de alimentos industrializados no momento da compra, no entanto, mais da metade não entende adequadamente o significado das informações apresentadas na embalagem.

O rótulo auxilia na escolha adequada dos produtos. É o principal elo de comunicação com o consumidor. Mas, nem todos sabem o que é uma tabela nutricional, a quantidade diária de cada alimento, nem quais são os itens vilões e os benéficos para a saúde.

Ao comprar os alimentos industrializados é essencial que o consumidor compare as informações antes de levar o produto para casa. Não só pela saúde, mas também porque há pessoas com intolerância e/ ou alergia alimentar.

Esse é o caso de Talita Mariano Vieira, que, há alguns meses, descobriu ser intolerante à lactose. Desde então, ela conta que é constante a busca por produtos que não apresentam esse elemento na sua composição. “Nem sempre entendo a forma como a indústria dispõe as informações na embalagem. Fico sempre atenta, mas é difícil compreender”.

Legislação
Um dos direitos básicos do consumidor, previsto pelo artigo 6º da Lei Nº 8.078/1990, é “informação adequada e clara sobre os diferentes produtos e serviços, com especificação correta de quantidade, características, composição, qualidade e preço, bem como sobre os riscos que apresentem”. A normatização da rotulagem e fiscalização da produção e comercialização dos alimentos é responsabilidade da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), criada em 1999.

A obrigatoriedade é que a indústria apresente dados, tais como: porção do alimento em medidas caseiras e em gramas, %VD (percentual de Valores Diários), lista de ingredientes, origem, prazo de validade, conteúdo líquido, lote e denominação de venda. 

O consumidor costuma prestar atenção às calorias, mas esquece de avaliar os nutrientes que compõem o que consome. Se o consumidor prestar atenção aos rótulos, é possível fazer escolhas capazes de fornecer mais benefícios que malefícios. 

É importante se atentar para a porcentagem do valor energético, mas também para a quantidade de gorduras, fibras e sódio presente nos alimentos. Na comparação entre dois ou mais rótulos, preferir os produtos que contenham mais fibra, pouco ou nenhum sódio e pouca gordura saturada e trans, já que as duas são vilãs.

Além de consultar a tabela nutricional, é importante pesquisar a lista de ingredientes presente nas embalagens. Nas palavras em letras miúdas estão detalhes importantes, principalmente para aqueles que têm restrições a algumas substâncias.

Novidade
Em 2 de julho de 2016, explica
Ligia Mara Parreira Silva, docente da área de nutrição do Senac Santo André, as indústrias de alimentos passaram a ser obrigadas a declarar no rótulo a presença de alimentos ou traços de alimentos, que causam alergias alimentares, como trigo, centeio, cevada, aveia, crustáceos, ovos, peixes, amendoim, soja, leite, amêndoa, avelã, castanha de caju, castanha do pará, macadâmias, nozes, pecãs, pistaches, pinoli, castanhas e látex natural.

Os alimentos que contenham ou sejam derivados dos alimentos listados acima devem trazer a declaração “Alérgicos: Contém (nomes comuns dos alimentos que causam alergias alimentares)”. Essa informação deve estar descrita após a lista de ingredientes.

"Essa informação é essencial, pois em uma barra de chocolate ao leite, é possível haver traços de amendoim. Se o consumidor alérgico a amendoim ingerir o produto e não se atentar, poderá ter uma reação muito perigosa à saúde", afirma Ligia.

Para decifrar os rótulos, é necessário saber o que significam:

Porção - quantidade média do alimento que deveria ser consumida por pessoas sadias, com a finalidade de promover uma alimentação saudável. Muitas pessoas imaginam que a porção é o pacote inteiro, mas, os valores nutricionais correspondem somente a uma certa quantidade do alimento. Exemplo: um pacote com 30 bolachas pode conter uma tabela nutricional baseada em uma porção de 30 g ou 6 biscoitos. Nesse caso, é preciso multiplicar os valores do rótulo pela quantidade de bolachas ingeridas.

Medida caseira - normalmente utilizada pelo consumidor. Por exemplo: fatias, unidades, pote, xícara, copo, colher.

%VD – a sigla significa valores diários e indica quanto o produto apresenta de energia (calorias) e de nutrientes em relação ao total que deve ser consumido num dia.

Valor energético (calorias) - quantidade de energia que um alimento contém, proveniente dos carboidratos, proteínas e gorduras. É expressa em Kcal e KJ (quilojoule – unidade de medida internacional). Valor diário de referência: 2000kcal ou 8400KJ.

Carboidrato – fornece energia às células. Está em massas, arroz, açúcar, mel, pães e farinhas. Valor diário de referência: 300 gramas.

Proteína - necessária para a construção e manutenção dos músculos, órgãos, tecidos e células. Está nas carnes, peixes, ovos, feijões, leite e derivados. Valor diário de referência: 75 gramas.

Gorduras totais - a soma de todos os tipos de gorduras. Estão no óleo de soja, margarina, manteiga, creme de leite, entre outros. Valor diário de referência: 55 gramas.

Gordura saturada – em excesso pode aumentar o colesterol sanguíneo. Está na manteiga, leite integral, carnes, pele do frango e óleo de coco. Valor diário de referência: 22 gramas.

Gordura trans – presentes em frituras e produtos industrializados para trazer sabor, textura e crocância aos alimentos, mas é muito perigosa para nosso organismo. Ela aumenta o colesterol ruim e abaixa o bom colesterol. Não consta a porcentagem de Valores Diários (%VD) nas embalagens, porque não é preciso consumi-la na alimentação diária e ainda não há um valor diário estabelecido.

Fibra - Contribui para o bom funcionamento do intestino e auxilia no tratamento da obesidade, diabetes e colesterol elevado. Está nas frutas, verduras, legumes e alimentos integrais. Valor diário de referência: 25 gramas.

Sódio - grande responsável pelas altas taxas de pressão arterial. Está em sopas industrializadas, alimentos em conserva, macarrões instantâneos, alimentos congelados e em conservantes. Valor diário de referência: 2400 mg (5 a 6 gramas de sal, equivalente a, no máximo, 3 sachês).

Consulte o material da Anvisa: 
Manual de orientação aos consumidores  - educação para o consumo saudável


Confira os cursos na área de nutrição que o Senac oferece.


Texto atualizado em 12 de julho de 2016

Notícias relacionadas:
- Turma do Técnico em Nutrição e Dietética realiza projetos de educação alimentar
- Turma do Técnico em Nutrição e Dietética realiza projetos de educação alimentar
- Turma do Técnico em Nutrição e Dietética realiza projetos de educação alimentar
- Senac Santos realiza semana de gastronomia e nutrição
- Senac Santos realiza semana de gastronomia e nutrição
- Senac Santos realiza semana de gastronomia e nutrição
- Turma de nutrição desenvolve receitas saudáveis em escola estadual
- Turma de nutrição desenvolve receitas saudáveis em escola estadual


Tags: alimentação, compras de alimentos, embalagens, nutrição, rótulos, saúde, supermercado


Últimas notícias

10/10/2019
09/10/2019
04/10/2019
Alunos de moda revelam criações e essências em evento interativo
04/10/2019
Alunos de tecnologia conhecem os supercomputadores do CPTEC e INPE
03/10/2019
Feira Senac de Carreiras conecta estudantes a oportunidades do mundo do trabalho
01/10/2019
Centro Universitário Senac - Águas de São Pedro divulga lista de aprovados para os cursos de Cozinheiro e Garçom
26/09/2019
Projetos de alunos tornam mais acessível a ciência dos elementos químicos
23/09/2019
Senac São Paulo realiza simulação de parto normal em feira hospitalar
23/09/2019
Centro Universitário Senac divulga resultado do processo seletivo para professores
20/09/2019
Parceria com a Microsoft dá acesso gratuito ao Office para alunos
18/09/2019
Associados do Conselho Regional de Nutricionistas têm desconto em cursos
18/09/2019
Senac e TAQE firmam parceria para ajudar a conectar aprendizes e empresas
16/09/2019
Ação em museu resgata curiosidades e memórias da imigração no Brasil
12/09/2019
Serviço de Acessibilidade e Apoio Psicopedagógico (SAAP).
12/09/2019
Concurso cultural elege a mais nova drag queen do Vale do Paraíba
04/09/2019
Quais são os riscos de ansiedade e depressão em profissionais de saúde?
03/09/2019
Centro Universitário Senac apresenta o Programa de Parcelamento Estudantil
29/08/2019
Em treinamento para copeiras, alunos falam sobre hotelaria hospitalar
29/08/2019
Editora Senac São Paulo representa Brasil na Feira Internacional do Livro de Macau
28/08/2019
Mulheres trans de Araçatuba recebem noite de beleza e ensaio fotográfico

Próximos Eventos

Instagram (@senacsaopaulo)