Home  >  Cursos de Pós-Graduação  >  Roteiro de Ficção Audiovisual

Roteiro de Ficção Audiovisual

Capacitar profissionais para escrever roteiros ficcionais para as demandas do mercado audiovisual, por meio de análises de narrativas de diversos formatos e gêneros, com ênfase na prática da escrita criativa, contextualizando o papel do roteirista e do roteiro na produção audiovisual.

Diferenciais
O curso de pós-graduação em Roteiro de Ficção Audiovisual do Centro Universitário Senac capacita o graduado e/ou profissional da área não apenas para a produção, mas amplia o conhecimento e possibilita seu desenvolvimento criativo e crítico ao estimular a análise e o pensamento por meio da teoria e prática. O profissional conhecerá as linguagens dos diversos gêneros audiovisuais, tendo habilidade para diferenciar e construir roteiros de ficção para diferentes formatos.

O curso destaca-se por sua fundamentação teórica em diálogo com o que acontece de mais atual no cenário da narrativa de ficção audiovisual, e pela proposta dinâmica de formação do roteirista. O conteúdo oferece uma aproximação com as fontes teóricas e o estudo de linguagem, associados aos recursos técnicos existentes, proporcionando ao aluno compreensão das características das mídias em geral, além da vivência do processo de criação e desenvolvimento de roteiros em diferentes formatos, de modo a trabalhar a forma ficcional no cinema, televisão e novas mídias.

Carga horária: 366 horas

No mercado de produção audiovisual, o roteirista é o profissional que cria, a partir de uma ideia, texto ou obra literária, sob a forma de argumento ou roteiro cinematográfico, uma narrativa com sequências de ação, com ou sem diálogos, na qual se realizam as gravações para TV ou as filmagens para cinema. O roteirista pode atuar no mercado de produção audiovisual, em projetos para emissoras de TV, produtoras de cinema e vídeo, e novas mídias, criando ou adaptando texto ou obra literária, sob a forma de argumento ou roteiro cinematográfico.

Panorama de mercado
Com a retomada do Cinema Nacional nas últimas décadas e o aquecimento do mercado publicitário, as produtoras, além da produção de comerciais para a televisão, passaram a investir também em outros departamentos de conteúdo e novas mídias.

Nesse novo cenário mercadológico, a indústria de criação e produção audiovisual passou a demandar profissionais diferenciados, que pudessem contribuir com essas novas produções, fossem elas longas-metragens, programas para a TV, vídeos para a internet, programetes diferenciados para as marcas ou aplicativos para telefonia móvel.

A procura por roteiristas aumentou em todo Brasil, e não foi acompanhada por propostas de formação específica. Isso desvela que há uma carência de profissionais devidamente preparados para absorver essa nova demanda.
Recomenda-se que o ingressante no curso de Especialização em Roteiro de Ficção Audiovisual tenha diploma de graduação em cursos das áreas de humanas, comunicação e artes, preferencialmente com conhecimentos básicos de expressões socioculturais e artísticas.

É recomendado também que o candidato tenha aptidão à leitura, à observação crítica e analítica da realidade, ao exercício da criatividade, ao trabalho coletivo e ao debate construtivo e profícuo de ideias.
NARRATIVA E NARRAÇÃO AUDIOVISUAL
Apresenta os conceitos-chaves das teorias das narrativas audiovisuais, com suas especificidades de gêneros e formatos. Aprofunda noções de construção de personagens, cenas, conflitos dramáticos, espacialidade, temporalidade, entre outros, estabelecendo diálogos com as narrativas contemporâneas. Aborda os aspectos constitutivos da narração audiovisual, como noções de enquadramento, movimentos de câmera, composição de planos, iluminação, mise-en-scène, montagem e estrutura sonora.
FORMATOS NARRATIVOS
Apresenta as particularidades da escrita de roteiros de games, séries, webséries, seriados e séries televisivas, curtas e longas-metragens e outros formatos, além de trabalhar com os elementos constitutivos dessas narrativas. Aborda o diálogo e as possíveis convergências entre os formatos e as linguagens por meio da leitura analítica de trechos de roteiros e da exibição de filmes, vídeos e conteúdos audiovisuais.
PERSONAGEM E CENA
Discute a construção do personagem estabelecendo relações com a ação dramática e funções narrativas, destacando o mundo da personagem, sua caracterização e revelação na cena. Analisa vontade, objetivos, conflitos e obstáculos, observando a transformação do personagem ao longo da história, verossimilhança e outras propostas conceituais, utilizando exercícios práticos na elaboração de personagens, escrita e desenvolvimento de cenas.
DIÁLOGO
Enfatiza a importância da escrita do diálogo nas narrativas audiovisuais, por meio de análise de trechos de filmes e séries televisivas e da reescrita de cenas de roteiros dos alunos. Destaca diálogos estruturados com vigor criativo e camadas de sentidos, como um dos fatores decisivos para a qualidade de qualquer narrativa.
ARGUMENTO E ESCALETA
Discute a importância de conceber a narrativa audiovisual como uma unidade totalizante de sentido, com começo, meio e fim. Apresenta a redação de um roteiro, caminhos mais apropriados como o desenvolvimento de algumas etapas, começando com uma visão sintética da história até a construção final da narrativa. Aborda o percurso da storyline às cenas dialogadas, passando pela sinopse, argumento e escaleta, permitindo um domínio da micro e da macroestrutura do enredo e a possibilidade de melhorias e aperfeiçoamentos da dramaturgia audiovisual.
ROTEIRO DE CURTA-METRAGEM
Proporciona conhecimentos teóricos e a vivência do processo de criação e desenvolvimento de roteiros de curtas-metragens. Apresenta conceitos e desenvolve a escritura do roteiro, observando suas diferentes etapas: storyline, sinopse, argumento, escaleta e as diferentes versões do roteiro, resultado das atividades de reescrita.
NARRATIVAS E MÍDIAS DIGITAIS
O componente apresenta, com foco nas mídias e plataformas digitais, procedimentos e dispositivos narrativos que não se relacionam diretamente com os paradigmas convencionais de enredo e fabulação, como games, aplicativos, narrativas não-lineares e/ou interativas são exemplos de formatos narrativos que serão desenvolvidos, com destaque para as potencialidades desse mercado em expansão e a prática de escrita criativa. Aborda os conceitos de história, enredo, espaço, tempo, personagem e ação, à luz da possibilidade de interação, e introduz os conceitos de imersão, participação e simulação.
ROTEIRO DE FICÇÃO SERIADA PARA TV
Discute a narrativa seriada e suas implicações na elaboração e desenvolvimento da história e as consequências da serialidade na dramaturgia audiovisual. Analisa os diferentes formatos (telenovela, mini-série, micro-série e os seriados) e as vertentes contemporâneas, observando a estruturação da narrativa, as multi-tramas, os personagens, a definição dos episódios e os arcos dramáticos das séries e de cada episódio. Analisa exemplos representativos de produtos de narrativa seriada e vivencia a criação e o desenvolvimento de um roteiro de ficção seriada para um seriado nacional (um roteiro especulativo) de forma colaborativa.
PROJETO DE ROTEIRO
Apresenta os fundamentos teóricos para as diferentes formas de pesquisa e produção acadêmica, proporcionando condições ferramentais para a elaboração do TCC. Elabora um material consistente da narrativa ficcional a ser desenvolvida no TCC.
ESTÉTICAS CINEMATOGRÁFICAS
Apresenta os grandes movimentos e estéticas cinematográficas nacionais e internacionais, ampliando o repertório fílmico e o universo crítico do aluno e contribuindo para a reflexão do seu próprio processo criativo.
MERCADO E POLÍTICA AUDIOVISUAL
Apresenta as particularidades das etapas de realização de uma obra audiovisual (pré-produção, produção, finalização, distribuição e exibição), inserindo o papel do roteirista e do roteiro em cada um dos processos. Discute os mecanismos de financiamento e captação de recursos dos diferentes formatos, por meio de ações de políticas públicas, privadas e colaborativas, e apresenta os modelos de formatação de projetos audiovisuais e as exigências dos editais de fomento à produção.
DESENVOLVIMENTO DE ROTEIRO
Aprimora os projetos, por meio de reflexões analíticas e reescritas sitemáticas dos roteiros propostos dos alunos, com o objetivo de alcançar a qualidade exigida do material para prosseguir com o Trabalho de Conclusão de Curso.
TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO
Orienta metodológica, científica e tecnologicamente para o desenvolvimento do Trabalho de Conclusão do Curso, levando o aluno a exercitar as etapas do processo de desenvolvimento do trabalho de natureza científica e as normas técnicas.
 
   TOTAL

 
   TOTAL
Proposta Metodológica:
O curso inclui aulas expositivas, seminários, dinâmicas de grupo, discussões em sala de aula, exibições de vídeos e similares. São sugeridas atividades extracurriculares, como pesquisas bibliográficas, práticas laboratoriais e participações em fóruns de discussão online.

O curso cria condições para a integração entre teoria e prática, oferecendo ambientes físicos e conceituais nos quais a aprendizagem acontece a partir da experimentação, da partilha de conhecimentos prévios e da construção coletiva de novos conhecimentos.

Trabalho de Conclusão de Curso:
O Trabalho de conclusão de curso (TCC) consiste na elaboração de trabalho de conclusão, aplicando os conhecimentos construídos ao longo do curso.
Pós-graduação (lato sensu) - Especialização em Roteiro de Ficção Audiovisual - certificado expedido pelo Centro Universitário Senac.
Inscrições abertas de:  6 de maio a 31 de julho de 2019.

Veja as etapas do processo de ingresso de pós-graduação
Para candidatos brasileiros:
- 1 cópia (frente e verso), e o original do diploma de graduação devidamente registrado segundo as normas do MEC (Certificado de curso sequencial não corresponde a diploma de graduação nem permite matrícula em cursos de especialização ou cursos de pós-graduação stricto sensu). O diploma de graduação poderá ser provisoriamente substituído por atestado ou declaração que comprove que o candidato concluiu o curso e colou grau, mencionando a data em que a colação ocorreu. Diplomas emitidos por instituições estrangeiras devem ser revalidados nos termos da legislação brasileira (o diploma de graduação pode ser provisoriamente substituído por atestado ou declaração que comprove que o candidato concluiu o curso e colou grau, mencionando a data da colação), além da portaria de autorização ou reconhecimento do curso expedida pelo MEC;
- 1 cópia (frente e verso) da carteira de identidade (RG);
- 1 cópia (frente e verso) do Cadastro de Pessoa Física (CPF);
- 1 foto 3x4 recente.

Para candidatos estrangeiros residentes no Brasil:
- 1 cópia autenticada do diploma de graduação (com autorização consular e tradução juramentada, exceto se estiver em língua espanhola);
- 1 cópia da Carteira de Identidade de Estrangeiro (RNE) e CPF;
- 1 foto 3x4 recente.

Para candidatos estrangeiros não-residentes no Brasil:
- 1 cópia autenticada do diploma de graduação (com autorização consular e tradução juramentada, exceto se estiver em língua espanhola);
- 1 cópia do passaporte e do visto de permanência no país;
- 1 cópia de plano de seguro que garanta a cobertura de despesas médico-hospitalares e de repatriação;
- Declaração de proficiência em língua portuguesa, assinada por professor habilitado;
- 1 foto 3x4 recente.

Selecione a unidade de seu interesse e faça a inscrição on-line

Quer ser informado sobre novas turmas?
 

Outras informações sobre este curso