Menu
Senac São Paulo
Busca

Pós-graduação

Farmácia Clínica e Hospitalar

Objetivo
Especializar o farmacêutico para atuar no monitoramento e acompanhamento farmacoterapêutico, bem como no ciclo da assistência farmacêutica, com ênfase na logística hospitalar e dispensação, além de participar da equipe de saúde visando a promoção do uso racional de medicamentos dentro dos princípios éticos-profissionais.

Diferenciais
- Desconto diferenciado de 25%, não cumulativo, aos farmacêuticos regularmente inscritos no CRF-SP e funcionários desse conselho;
- Instituição de tradição e reconhecimento que atua na área desde 1962;
- Corpo docente atuante no mercado.

Carga horária: 366 horas

Atuação no mercado de trabalho
O egresso do curso de especialização em Farmácia Clinica e Hospitalar estará apto a atuar nos diversos serviços de saúde como hospitais públicos e privados, farmácias comunitárias e populares, unidades básicas de saúde, ambulatórios, centros de especialidades, assistência domiciliar, programas de saúde da família, secretarias de saúde, centros de pesquisa clínica e outros setores relacionados à atenção a saúde.
Panorama de mercado
O segmento da Farmácia Hospitalar no Brasil teve, nos últimos anos, um grande avanço. Até pouco tempo, apresentava-se como um setor hospitalar de menor importância, seja no aspecto técnico ou no administrativo. Com o incremento do número de novos hospitais, os vários departamentos hospitalares tornaram-se cada vez mais complexos e abrangentes e com a farmácia não foi diferente, já que um alto grau de eficiência e desempenho passou a ser requisitado.
Tempo depois, as certificações de qualidade impulsionaram a farmácia, contemplando outras atividades além do receber, armazenar e distribuir o medicamento. Neste momento, a Farmácia Hospitalar atingiu nova posição com atividades clínicas voltadas para o paciente, desenhadas exclusivamente para o farmacêutico. Os argumentos legais para a obrigatoriedade do Farmacêutico Hospitalar foram ratificados pelo Ministério da Saúde com a Portaria nº 4283/2010, que estabeleceu diretrizes e estratégias para a organização, fortalecimento e aprimoramento das ações e serviços de farmácia no âmbito dos hospitais. Medidas regulatórias empreendidas por órgãos de entidade de classe e demais organizações, inclusive a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), vieram solidificar a importância da farmácia hospitalar no Brasil.
Graduação em Farmácia.
Farmacêuticos
Farmácia Clínica e Atenção Farmacêutica
Apresenta os principais conceitos de farmácia clínica e as práticas para o exercício da atenção farmacêutica nos serviços de saúde, evidenciando o papel do farmacêutico na equipe multiprofissional e a importância de sua assistência ao paciente.
Semiologia e Propedêutica
Propõe o reconhecimento dos sinais e sintomas relacionados ao processo de doença, correlacionando-os aos esquemas terapêuticos utilizados, visando a eficácia do diagnóstico clínico.
Interpretação de Dados Laboratoriais
Aborda os principais exames laboratoriais, seus respectivos componentes e sua interferência nos processos patológicos, evidenciando a importância da correta análise dos resultados para a tomada de decisão.
Logística Farmacêutica Hospitalar
Identifica os principais fluxos logísticos utilizados nos serviços de saúde, correlacionando-os com as ferramentas de controle de estoque, evidenciando o papel estratégico que os estoques desempenham nas organizações hospitalares. Realiza cálculos relacionados aos mecanismos de previsão e provisão dos estoques e elabora regras para a codificação de materiais hospitalares.
Organização Hospitalar e Gestão Farmacêutica
Apresenta os principais conceitos sobre organização hospitalar, destacando aspectos como classificação e estrutura física. Discute os fundamentos da administração correlacionando-os à gestão farmacêutica com ênfase na organização, coordenação, planejamento e controle de atividades administrativas em seus diversos níveis de atuação nos serviços de saúde. Aborda a liderança como elemento fundamental para a atuação profissional.
Seleção, Padronização de Medicamentos e Comissões Hospitalares
Estabelece os critérios necessários para a seleção e padronização de medicamentos para composição do arsenal terapêutico do hospital, visando a otimização dos resultados clínicos e o atendimento aos princípios norteadores do uso racional de medicamentos, com base em avaliações farmacoeconômicas, estudos de farmacovigilância e farmacoepidemiologia. Discute as funções das comissões hospitalares e o papel do farmacêutico nesse contexto.
Sistemas de Dispensação e Central de Misturas Endovenosas
Aborda os modelos de dispensação de medicamentos e distribuição de materiais, estabelecendo a importância e a necessidade de adequação de cada sistema ao perfil do hospital. Realiza cálculos relacionados ao preparo de bolsas de nutrição parenteral e diluição de quimioterápicos. Avalia a constituição das misturas com ênfase nas necessidades terapêuticas dos pacientes e possíveis incompatibilidades, identificando o ambiente adequado para as preparações.
Farmácia Clínica do Sistema Respiratório
Identifica os processos fisiopatológicos, suas etiologias e demais condições clínicas referentes ao sistema respiratório e os correlacionam as atividades clínicas do farmacêutico, contribuindo para a tomada de decisão e melhoria da qualidade de vida do paciente. Aborda o acompanhamento farmacoterapêutico e discute a conduta terapêutica por meio de protocolos clínicos estabelecidos com a finalidade de monitoramento e avaliação de adesão ao tratamento.
Farmácia Clínica dos Sistemas Gastrointestinal e Hepático
Identifica os processos fisiopatológicos, suas etiologias e demais condições clínicas referentes aos sistemas gastrointestinal e hepático e os correlacionam às atividades clinicas do farmacêutico, contribuindo para a tomada de decisão e melhoria da qualidade de vida do paciente. Aborda o acompanhamento farmacoterapêutico e discute a conduta terapêutica por meio de protocolos clínicos estabelecidos com a finalidade de monitoramento e avaliação de adesão ao tratamento.
Farmácia Clínica dos Antimicrobianos e Antineoplásicos
Identifica os principais agentes etiológicos relacionados aos processos infecciosos, discutindo a seleção dos antimicrobianos, contribuindo para a tomada de decisão e melhoria da qualidade de vida do paciente. Aborda a comissão de controle de infecção hospitalar e o acompanhamento farmacoterapêutico, discutindo a conduta terapêutica por meio de protocolos clínicos estabelecidos com a finalidade de monitoramento, avaliação de adesão ao tratamento e redução da resistência bacteriana. Identifica as principais neoplasias, discutindo os protocolos clínicos mais utilizados.
Farmácia Clínica em Pacientes Especiais
Discute as atividades clínicas do farmacêutico em condições especiais da terapêutica, tais como gestantes, idosos, lactentes, nefropatas, hepatopatas e outras, contribuindo para a tomada de decisão e melhoria da qualidade de vida do paciente
Farmácia Clínica do Sistema Endocrinológico e do Metabolismo
Identifica os processos fisiopatológicos, suas etiologias e demais condições clínicas referentes ao sistema endocrinológico e do metabolismo e os correlacionam às atividades clínicas do farmacêutico, contribuindo para a tomada de decisão e melhoria da qualidade de vida do paciente. Aborda o acompanhamento farmacoterapêutico e discute a conduta terapêutica por meio de protocolos clínicos estabelecidos com a finalidade de monitoramento e avaliação de adesão ao tratamento.
Farmácia Clínica do Sistema Nervoso Central
Identifica os processos fisiopatológicos, suas etiologias e demais condições clínicas referentes ao sistema nervoso central e os correlacionam às atividades clínicas do farmacêutico, contribuindo para a tomada de decisão e melhoria da qualidade de vida do paciente. Aborda o acompanhamento farmacoterapêutico e discute a conduta terapêutica por meio de protocolos clínicos estabelecidos com a finalidade de monitoramento e avaliação de adesão ao tratamento.
Trabalho de Conclusão I: Introdução e Pesquisa
Orienta a elaboração da primeira etapa do Trabalho de Conclusão de Curso, considerando os fundamentos epistemológicos e operacionais da pesquisa científica, enfatizando as alternativas metodológicas para o seu planejamento.
Segurança do Paciente
Discute a participação do farmacêutico na promoção da segurança do paciente e na melhoria da qualidade nos serviços de saúde por meio de práticas que reduzam os erros de medicação e identificação de medicamentos potencialmente perigosos.
Bioética e Legislação Farmacêutica Hospitalar
Fundamenta e discute as questões bioéticas e de legislação que norteiam as atividades desenvolvidas na farmácia hospitalar e serviços de saúde, contribuindo para o aprimoramento profissional e pessoal.
Trabalho de Conclusão II: Desenvolvimento e Conclusão
Orienta a elaboração da segunda etapa do Trabalho de Conclusão de Curso, considerando as práticas fundamentadas na metodologia científica para o planejamento, implantação, avaliação, interpretação e redação de trabalhos científicos, visando sua finalização e entrega.
Trabalho de Conclusão de Curso III
Orienta a finalização do Trabalho de Conclusão de Curso, considerando as etapas anteriormente realizadas para entrega, segundo os padrões de formatação institucionalmente definidos.
 
   TOTAL
FARMÁCIA CLÍNICA E ATENÇÃO FARMACÊUTICA
Apresenta os principais conceitos de farmácia clínica e as práticas para o exercício da atenção farmacêutica nos serviços de saúde, evidenciando o papel do farmacêutico na equipe multiprofissional e a importância de sua assistência ao paciente.
SEMIOLOGIA E PROPEDÊUTICA
Propõe o reconhecimento dos sinais e sintomas relacionados ao processo de doença, correlacionando-os aos esquemas terapêuticos utilizados, visando a eficácia do diagnóstico clínico.
INTERPRETAÇÃO DE DADOS LABORATORIAIS
Aborda os principais exames laboratoriais, seus respectivos componentes e sua interferência nos processos patológicos, evidenciando a importância da correta análise dos resultados para a tomada de decisão.
LOGÍSTICA FARMACÊUTICA HOSPITALAR
Identifica os principais fluxos logísticos utilizados nos serviços de saúde, correlacionando-os com as ferramentas de controle de estoque, evidenciando o papel estratégico que os estoques desempenham nas organizações hospitalares. Realiza cálculos relacionados aos mecanismos de previsão e provisão dos estoques e elabora regras para a codificação de materiais hospitalares.
ORGANIZAÇÃO HOSPITALAR E GESTÃO FARMACÊUTICA
Apresenta os principais conceitos sobre organização hospitalar, destacando aspectos como classificação e estrutura física. Discute os fundamentos da administração correlacionando-os à gestão farmacêutica com ênfase na organização, coordenação, planejamento e controle de atividades administrativas em seus diversos níveis de atuação nos serviços de saúde. Aborda a liderança como elemento fundamental para a atuação profissional.
SELEÇÃO, PADRONIZAÇÃO DE MEDICAMENTOS E COMISSÕES HOSPITALARES
Estabelece os critérios necessários para a seleção e padronização de medicamentos para composição do arsenal terapêutico do hospital, visando a otimização dos resultados clínicos e o atendimento aos princípios norteadores do uso racional de medicamentos, com base em avaliações farmacoeconômicas, estudos de farmacovigilância e farmacoepidemiologia. Discute as funções das comissões hospitalares e o papel do farmacêutico nesse contexto.
SISTEMAS DE DISPENSAÇÃO E CENTRAL DE MISTURAS ENDOVENOSAS
Aborda os modelos de dispensação de medicamentos e distribuição de materiais, estabelecendo a importância e a necessidade de adequação de cada sistema ao perfil do hospital. Realiza cálculos relacionados ao preparo de bolsas de nutrição parenteral e diluição de quimioterápicos. Avalia a constituição das misturas com ênfase nas necessidades terapêuticas dos pacientes e possíveis incompatibilidades, identificando o ambiente adequado para as preparações.
FARMÁCIA CLÍNICA DO SISTEMA RESPIRATÓRIO
Identifica os processos fisiopatológicos, suas etiologias e demais condições clínicas referentes ao sistema respiratório e os correlacionam as atividades clínicas do farmacêutico, contribuindo para a tomada de decisão e melhoria da qualidade de vida do paciente. Aborda o acompanhamento farmacoterapêutico e discute a conduta terapêutica por meio de protocolos clínicos estabelecidos com a finalidade de monitoramento e avaliação de adesão ao tratamento.
FARMÁCIA CLÍNICA DOS SISTEMAS GASTROINTESTINAL E HEPÁTICO
Identifica os processos fisiopatológicos, suas etiologias e demais condições clínicas referentes aos sistemas gastrointestinal e hepático e os correlacionam às atividades clinicas do farmacêutico, contribuindo para a tomada de decisão e melhoria da qualidade de vida do paciente. Aborda o acompanhamento farmacoterapêutico e discute a conduta terapêutica por meio de protocolos clínicos estabelecidos com a finalidade de monitoramento e avaliação de adesão ao tratamento.
FARMÁCIA CLÍNICA DOS ANTIMICROBIANOS E ANTINEOPLÁSICOS
Identifica os principais agentes etiológicos relacionados aos processos infecciosos, discutindo a seleção dos antimicrobianos, contribuindo para a tomada de decisão e melhoria da qualidade de vida do paciente. Aborda a comissão de controle de infecção hospitalar e o acompanhamento farmacoterapêutico, discutindo a conduta terapêutica por meio de protocolos clínicos estabelecidos com a finalidade de monitoramento, avaliação de adesão ao tratamento e redução da resistência bacteriana. Identifica as principais neoplasias, discutindo os protocolos clínicos mais utilizados.
FARMÁCIA CLÍNICA EM PACIENTES ESPECIAIS
Discute as atividades clínicas do farmacêutico em condições especiais da terapêutica, tais como gestantes, idosos, lactentes, nefropatas, hepatopatas e outras, contribuindo para a tomada de decisão e melhoria da qualidade de vida do paciente
FARMÁCIA CLÍNICA DO SISTEMA ENDOCRINOLÓGICO E DO METABOLISMO
Identifica os processos fisiopatológicos, suas etiologias e demais condições clínicas referentes ao sistema endocrinológico e do metabolismo e os correlacionam às atividades clínicas do farmacêutico, contribuindo para a tomada de decisão e melhoria da qualidade de vida do paciente. Aborda o acompanhamento farmacoterapêutico e discute a conduta terapêutica por meio de protocolos clínicos estabelecidos com a finalidade de monitoramento e avaliação de adesão ao tratamento.
FARMÁCIA CLÍNICA DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL
Identifica os processos fisiopatológicos, suas etiologias e demais condições clínicas referentes ao sistema nervoso central e os correlacionam às atividades clínicas do farmacêutico, contribuindo para a tomada de decisão e melhoria da qualidade de vida do paciente. Aborda o acompanhamento farmacoterapêutico e discute a conduta terapêutica por meio de protocolos clínicos estabelecidos com a finalidade de monitoramento e avaliação de adesão ao tratamento.
TRABALHO DE CONCLUSÃO I: INTRODUÇÃO E PESQUISA
Orienta a elaboração da primeira etapa do Trabalho de Conclusão de Curso, considerando os fundamentos epistemológicos e operacionais da pesquisa científica, enfatizando as alternativas metodológicas para o seu planejamento.
SEGURANÇA DO PACIENTE
Discute a participação do farmacêutico na promoção da segurança do paciente e na melhoria da qualidade nos serviços de saúde por meio de práticas que reduzam os erros de medicação e identificação de medicamentos potencialmente perigosos.
BIOÉTICA E LEGISLAÇÃO FARMACÊUTICA HOSPITALAR
Fundamenta e discute as questões bioéticas e de legislação que norteiam as atividades desenvolvidas na farmácia hospitalar e serviços de saúde, contribuindo para o aprimoramento profissional e pessoal.
TRABALHO DE CONCLUSÃO II: DESENVOLVIMENTO E CONCLUSÃO
Orienta a elaboração da segunda etapa do Trabalho de Conclusão de Curso, considerando as práticas fundamentadas na metodologia científica para o planejamento, implantação, avaliação, interpretação e redação de trabalhos científicos, visando sua finalização e entrega.
TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO III
Orienta a finalização do Trabalho de Conclusão de Curso, considerando as etapas anteriormente realizadas para entrega, segundo os padrões de formatação institucionalmente definidos.
 
   TOTAL
Proposta metodológica
O processo de ensino e aprendizagem está fundamentado na autonomia e participação ativa do aluno, que passam por situações reais por meio de simulações de atividades do cotidiano profissional, estudos de casos, debates, pesquisas, elaboração de textos, apresentação de seminários, exposição dialogada dos docentes com os alunos , visando ao aprofundamento, atualização e fortalecimento dos conteúdos estudados e construídos no decorrer do curso.
Pós-graduação (lato sensu) - Especialização em Farmácia Clínica e Hospitalar. O certificado será expedido pelo Centro Universitário Senac.
Inscrições abertas de:  3 de outubro de 2016 a 2 de março de 2017.
Taxa de inscrição:  R$ 50,00

Veja as etapas do processo seletivo de pós-graduação
Para candidatos brasileiros:
- 1 cópia (frente e verso), e o original do diploma de graduação devidamente registrado segundo as normas do MEC (Certificado de curso sequencial não corresponde a diploma de graduação nem permite matrícula em cursos de especialização ou cursos de pós-graduação stricto sensu). O diploma de graduação poderá ser provisoriamente substituído por atestado ou declaração que comprove que o candidato concluiu o curso e colou grau, mencionando a data em que a colação ocorreu. Diplomas emitidos por instituições estrangeiras devem ser revalidados nos termos da legislação brasileira (o diploma de graduação pode ser provisoriamente substituído por atestado ou declaração que comprove que o candidato concluiu o curso e colou grau, mencionando a data da colação), além da portaria de autorização ou reconhecimento do curso expedida pelo MEC;
- 1 cópia (frente e verso) da carteira de identidade (RG);
- 1 cópia (frente e verso) do Cadastro de Pessoa Física (CPF);
- 1 foto 3x4 recente.

Para candidatos estrangeiros residentes no Brasil:
- 1 cópia autenticada do diploma de graduação (com autorização consular e tradução juramentada, exceto se estiver em língua espanhola);
- 1 cópia da Carteira de Identidade de Estrangeiro (RNE) e CPF;
- 1 foto 3x4 recente.

Para candidatos estrangeiros não-residentes no Brasil:
- 1 cópia autenticada do diploma de graduação (com autorização consular e tradução juramentada, exceto se estiver em língua espanhola);
- 1 cópia do passaporte e do visto de permanência no país;
- 1 cópia de plano de seguro que garanta a cobertura de despesas médico-hospitalares e de repatriação;
- Declaração de proficiência em língua portuguesa, assinada por professor habilitado;
- 1 foto 3x4 recente.

Selecione a unidade de seu interesse e faça a inscrição on-line

Quer ser informado sobre novas turmas?
 

Outras informações sobre este curso

Pela parceria estabelecida com o Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo (CRF-SP), este curso tem desconto diferenciado
de 25%, não cumulativo, aos farmacêuticos regularmente
inscritos no CRF-SP e funcionários desse conselho.  


20% de desconto para comerciários

Pós-graduação em Farmácia Clínica e Hospitalar - Centro Universitário Senac from Senac São Paulo
Conheça os outros cursos
ligados à área:
Tags
senac, farmácia, pós-graduação em farmácia, pós-graduação em farmácia clinica, pós em farmácia clínica, pós-graduação em farmácia hospitalar, pós em farmácia hospitalar, pós-graduação em farmácia clinica e hospitalar, especialização em farmácia, especialização em farmácia hospitalar, especialização em farmácia clínica, especialização em farmácia clínica e hospitalar, curso de farmácia, farmácia clínica, farmácia hospitalar, farmácia clínica e hospitalar, uso racional do medicamento, assistência farmacêutica, gestão farmacêutica, logística, controle de estoques, dose unitária, gestão hospitalar, administração hospitalar, gestão farmacêutica, administração farmacêutica, gestão farmacêutica hospitalar, farmacoterapia, curso de farmácia clínica sp, curso de farmácia hospitalar sp, curso de farmácia clínica e hospitalar sp,



Informações: 4090-1030 para capitais e regiões metropolitanas
e 0800-883-2000 para demais regiões ou pelo Fale Conosco

Copyright © 2007-2016.
Todos os Direitos Reservados.