Home  >  Cursos de Pós-Graduação  >  Farmácia Hospitalar Oncológica

Farmácia Hospitalar Oncológica

Especializar farmacêuticos para atuarem na montagem, funcionamento e organização da área de manipulação da terapia antineoplásica, no monitoramento e acompanhamento farmacoterapêutico de pacientes sob tratamento oncológico, com participação efetiva na equipe multidisciplinar de saúde.

Carga horária: 366 horas

Anualmente, as neoplasias são responsáveis pela morte de 8,2 milhões de pessoas em todo o mundo. Embora, na maioria dos casos, o câncer seja considerado uma doença incurável, existem várias opções de tratamento que visam atenuar ou mesmo eliminar a doença, mas é importante lembrar que as alternativas de tratamento dependerão fundamentalmente do tipo de câncer detectado. Na terapêutica ocorre uma combinação de tratamentos, dentre os quais destacam-se: cirurgia, quimioterapia, radioterapia, terapia hormonal e imunoterapia.
Por isso, é de suma importância a atuação da equipe multidisciplinar junto aos pacientes. A EMTA (Equipe Multidisciplinar de Terapia Antineoplásica) é formada minimamente pelo médico especialista, enfermeiro e farmacêutico, profissionais que atuam direta e indiretamente na Terapia Antineoplásica (TA). De acordo com a RDC nº 220 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA, 2004), algumas etapas são obrigatórias na elaboração e manutenção da TA, tais como:
- Prescrição médica e observação clínica;
- Preparação, avaliação da terapia medicamentosa, manipulação, controle de qualidade e conservação;
- Transporte;
- Administração;
- Descarte;
- Documentos e registros das etapas do processo para fins de rastreabilidade.
No que diz respeito ao farmacêutico, sua atuação na clínica oncológica é fundamental, visto que desempenha funções importantes que vão desde o suporte na padronização dos medicamentos quimioterápicos, passando pela organização e montagem da área de diluição, até o acompanhamento e monitoramento clínico dos pacientes. Atua, portanto, junto à equipe médica e de enfermagem (EMTA) com atribuições voltadas à melhoria da qualidade de vida.
com a publicação da RDC nº 220/2004 pela Anvisa, foi aprovado o regulamento técnico de funcionamento dos serviços de terapia antineoplásica, estabelecendo, desta forma, critérios específicos para o funcionamento desses serviços. No caso da atuação do farmacêutico, por exemplo, prevê a obrigatoriedade de um responsável técnico e, principalmente, seu papel na preparação da TA (ANVISA, 2004).
Um importante passo para a definição e descrição de sua atuação em serviços de oncologia foi dado a partir da publicação das Resoluções do Conselho Federal de Farmácia (CFF) nº 565/2012 e a nº 640/2017, que definiram, respectivamente, a preparação da TA como um ato exclusivo do farmacêutico e a titulação mínima necessária para atuação em serviços de oncologia.
A evolução e o reconhecimento de sua participação no âmbito clínico, atuando diretamente junto ao paciente e não somente restrito ao ambiente de preparação da TA, reforça a necessidade de qualificação técnica para esse profissional. Seu âmbito de atuação intersecciona as atividade de outros integrantes da EMTA, podendo proporcionar ganhos significativos para a qualidade de vida dos pacientes.
Os interessados devem possuir diploma de graduação em Farmácia
Este curso destina-se a Farmacêuticos.
Aspectos Moleculares e Fisiopatológicos do Câncer
Apresenta as principais alterações bioquímicas e fisiológicas, os fatores de risco genéticos e ambientais responsáveis por modificações celulares envolvidas no desenvolvimento do câncer e os fenômenos fisiopatológicos relacionados.
Recursos Diagnósticos e Interpretação de Dados Laboratoriais
Aborda os principais exames laboratoriais, seus respectivos componentes e sua correlação com a identificação e evolução dos processos patológicos, evidenciando a importância da correta análise dos resultados para a tomada de decisão. Apresenta as principais técnicas utilizadas no reconhecimento e identificação do câncer, com ênfase no diagnóstico por imagem, bioquímica e histoquímica, entre outros.
Central de Preparo de Terapia Antineoplásica
Avalia os componentes da prescrição médica quanto à dose, qualidade, compatibilidade e estabilidade. Simula a manipulação de antineoplásicos e drogas adjuvantes em condições específicas, observando as boas práticas e os critérios de biossegurança dispostos na legislação sanitária em vigor. Aborda a elaboração de projeto para a central de preparo quanto aos requisitos de esterilidade e biossegurança dos medicamentos. Apresenta critérios para seleção e qualificação dos fornecedores do segmento oncológico.
Protocolos Clínicos Farmacológicos Aplicados ao Paciente Oncológico I
Descreve e identifica os processos fisiopatológicos relacionados às doenças oncológicas, os principais recursos diagnósticos utilizados e as farmacoterapias preconizadas para tumores relacionados aos sistemas: nervoso central (cabeça e pescoço), respiratório e digestório.
Protocolos Clínicos Farmacológicos Aplicados ao Paciente Oncológico II
Descreve e identifica os processos fisiopatológicos relacionados às doenças oncológicas, os principais recursos diagnósticos utilizados e as farmacoterapias preconizadas para tumores relacionados aos sistemas urinário e reprodutor masculino e feminino, hematopoiético, músculo-esquelético, endócrino, tegumentar, dentre outros.
Segurança do Paciente
Discute a participação do farmacêutico na promoção da segurança do paciente e na melhoria da qualidade nos serviços de saúde por meio de práticas que reduzam os erros de medicação e identificação de medicamentos potencialmente perigosos.
Trabalho de Conclusão de Curso I: Introdução e Pesquisa
Orienta a elaboração da primeira etapa do Trabalho de Conclusão de Curso, considerando os fundamentos epistemológicos e operacionais da pesquisa científica, enfatizando as alternativas metodológicas para o seu planejamento.
Farmacovigilância, Farmacoepidemiologia e Farmacoeconomia
Aborda os conceitos de farmacovigilância relacionados ao impacto das reações adversas na terapia antineoplásica e a utilização da farmacoepidemiologia e da farmacoeconomia como instrumentos norteadores para a tomada de decisão na seleção e adoção de protocolos clínicos.
Terapia Nutricional em Paciente Oncológico
Aborda as alterações nutricionais e metabólicas nos indivíduos acometidos de doença oncológica, descrevendo as principais medidas de suporte nutricional, com ênfase na terapia parenteral e enteral, discutindo a relação entre medicamento e alimento.
Logística Farmacêutica Hospitalar
Identifica os principais fluxos logísticos utilizados nos serviços de saúde, correlacionando-os com as ferramentas de controle de estoque e evidenciando o papel estratégico que os estoques desempenham nas organizações hospitalares. Realiza cálculos relacionados aos mecanismos de previsão e provisão dos estoques e elabora regras para a codificação de materiais hospitalares.
Organização Hospitalar e Gestão Farmacêutica
Apresenta os principais conceitos sobre organização hospitalar, destacando aspectos como classificação e estrutura física. Discute os fundamentos da administração, correlacionando-os à gestão farmacêutica com ênfase na organização, coordenação, planejamento e controle de atividades administrativas em seus diversos níveis de atuação nos serviços de saúde. Aborda a liderança como elemento fundamental para a atuação profissional.
Bioética e Legislação
Fundamenta e discute as questões bioéticas e de legislação que norteiam as atividades desenvolvidas na área da saúde, contribuindo para o aprimoramento profissional e pessoal.
Trabalho de Conclusão de Curso II: desenvolvimento e Conclusão
Orienta a elaboração da segunda etapa do Trabalho de Conclusão de Curso, considerando as práticas fundamentadas na metodologia científica para o planejamento, implantação, avaliação, interpretação e redação de trabalhos científicos, visando sua finalização e entrega.
Trabalho de Conclusão de Curso
Orienta metodológica, científica e tecnologicamente para o desenvolvimento do Trabalho de Conclusão do Curso, levando o aluno a exercitar as etapas do processo de desenvolvimento do trabalho de natureza científica e as normas técnicas.
 
   TOTAL
O aluno terá a oportunidade de desenvolver atividades de simulação voltadas à manipulação de medicamentos antineoplásicos, utilizando preferencialmente a capela de fluxo laminar para o preparo de terapia antineoplásica, além de simular atividades do cotidiano profissional, estudos de casos, debates, pesquisas, elaboração de textos, apresentação de seminários, visando ao aprofundamento, atualização e fortalecimento dos conteúdos estudados e construídos no decorrer do curso.
Pós-graduação (lato sensu) - Especialista em Farmácia Hospitalar e Oncológica. O certificado será expedido pelo Centro Universitário Senac após a conclusão do curso.
Inscrições abertas de:  07 de outubro de 2019 a 28 de fevereiro de 2020.



Veja as etapas do processo de ingresso de pós-graduação
Para candidatos brasileiros - apresentar cópias autenticadas em cartório:
- Diploma de graduação, devidamente registrado nos termos das normas estabelecidas pelo Ministério da Educação (MEC);
- Documento de Identificação Civil;
- Cadastro de Pessoa Física (CPF);
- Uma foto 3x4 recente, sem data (colocar o nome completo no verso).

Caso o candidato ainda não esteja de posse do diploma, é permitida a entrega do Certificado ou Declaração de Conclusão, com a data que ocorreu a colação de grau, que deve ser anterior à data de início do curso no qual o aluno está realizando a matrícula, condicionada a entrega posterior do diploma, documento necessário para a expedição do certificado de conclusão do curso de pós-graduação.

A data de validade do Certificado ou da Declaração de Conclusão deverá ser de até, no máximo, 1 (um) ano, anterior à data da matrícula no curso.

Para candidatos estrangeiros - apresentar cópias autenticadas dos seguintes documentos:
- Diploma de graduação, devidamente revalidado nos termos da legislação brasileira vigente;
- Registro Nacional de Estrangeiro (RNE) ou Passaporte e do visto temporário de estudante;
- Cadastro de Pessoa Física (CPF);
- Uma foto 3x4 recente (colocar o nome completo no verso);
- Declaração de proficiência em língua portuguesa, assinada por professor habilitado;
- Plano de seguro, que assegure a cobertura de despesas médico-hospitalares e despesas de repatriação, para os estrangeiros não residentes no Brasil.

Os documentos encaminhados para a matrícula serão analisados e, sendo constatada alguma irregularidade o Centro Universitário se reserva o direito de cancelar a matrícula a qualquer tempo.

Caso o processo de matrícula seja cancelado o candidato será comunicado por e-mail e deverá se manifestar quanto a devolução da documentação no prazo de 30 (trinta) dias corridos, a contar da data de envio do e-mail de cancelamento da matrícula. Caso não se manifeste os documentos serão destruídos.

O candidato poderá optar pela devolução dos documentos via Correios, neste caso, deverá responder o e-mail de cancelamento do processo de matrícula e indicar o endereço de sua preferência para o recebimento da documentação e autorizar a geração de boleto bancário referente aos custos da taxa de envio.

Selecione a unidade de seu interesse e faça a inscrição on-line

Quer ser informado sobre novas turmas?
 

Outras informações sobre este curso