Cursos Técnicos

Técnico em Confeitaria

Este curso tem o objetivo de formar profissionais para atuarem nas diferentes etapas da confeitaria e aprimorar as técnicas visando ao melhor aproveitamento dos recursos das empresas, assim como manter o padrão e a qualidade dos estabelecimentos. O profissional qualificado auxilia na lucratividade, qualidade e padrão nos serviços da empresa contratante.
Carga horária: 800 horas

Pré-requisito
Para participação nesse curso, é necessário providenciar, trazer e utilizar dólmã branca, calça comprida xadrez, avental de cintura, bandana branca e sapato de segurança.
Não é permitido o uso de acessórios como colares, amuletos, pulseiras ou fitas, brincos, relógio e anéis (inclusive alianças) durante as aulas.

Escolaridade mínima: cursando 2º ano do ensino médio
Curso Técnico em Confeitaria

Mercado de Trabalho

Atuação no mercado de trabalho:
O técnico em confeitaria é o profissional que atua no segmento de serviços de alimentação, tais como: confeitarias, padarias, sorveterias, chocolatarias, buffets, entre outros. Pode também, atuar em empreendimentos gastronômicos, aplicando as fichas de controles operacionais, selecionando, preparando e estocando a matéria-prima, operando equipamentos e maquinários.

O ajudante de confeiteiro é o profissional que atua no segmento de serviços de alimentação, tais como: confeitarias, padarias, sorveterias, chocolatarias, buffets, entre outros. Esse profissional auxilia o confeiteiro no preparo de bases da confeitaria, colaborando na organização do ambiente de trabalho. Executa a mise en place, realizando higienização, porcionamento, congelamento, armazenamento e conservação de alimentos, conforme as boas práticas de manipulação. Organiza e higieniza a cozinha, seus equipamentos e utensílios, de acordo com as condições de segurança no local de trabalho.

Panorama de mercado:
Segundo encarte técnico da Abip em parceria com o Sebrae, a confeitaria é a combinação perfeita de criatividade, sabor e inovação. Seus produtos abusam não só do paladar e olfato, também da visão, um dos sentidos principais para garantir as vendas. Com alto valor agregado, é possível fazer da confeitaria a responsável por 60% do faturamento da produção da padaria.

Entretanto, isso significa uma dedicação maior ao setor, buscando aprendizado e destinando tempo para desenvolvê-lo. Para um bom trabalho de confeitaria, é importante uma seleção adequada e o treinamento dos profissionais escolhidos, pois requer habilidades diferenciadas, empreendedorismo e bons resultados nos produtos. Diferente do que ocorre na produção de panificados, a confeitaria tem seu foco voltado para os detalhes, o sabor e a exclusividade. Abaixo o gráfico que demonstra a composição do faturamento de cinco padarias, divididas por áreas


Ato de Autorização

Conselho Regional do Senac São Paulo, conforme Resolução nº 24/2015, de 24/11/2015

Público-alvo

Este curso é destinado a pessoas que queiram executar preparos, métodos e decorações de confeitaria, chocolataria, doçaria brasileira, sorveteria e desenvolver embalagens decorativas para acondicionamento de suas produções.

Método

As orientações metodológicas deste curso, em consonância com a Proposta Pedagógica do Senac, pautam-se pelo princípio da aprendizagem com autonomia e pela metodologia de desenvolvimento de competências, estas entendidas como ação/fazer profissional observável, potencialmente criativo (a), que articula conhecimentos, habilidades e atitudes/valores e que permite desenvolvimento contínuo.

As competências que compõem a organização curricular do curso foram definidas com base no perfil profissional de conclusão, considerando a área de atuação e os processos de trabalho deste profissional. Para o desenvolvimento das competências foi configurado um percurso metodológico que privilegia a prática pedagógica contextualizada, colocando o aluno frente a situações de aprendizagem que possibilitam o exercício contínuo da mobilização e articulação dos saberes necessários para a ação e para a solução de questões inerentes à natureza da ocupação.

A mobilização e a articulação dos elementos da competência requerem a proposição de situações desafiadoras de aprendizagem, que apresentem níveis crescentes de complexidade e se relacionem com a realidade do aluno e com o contexto da ocupação.

No que concerne às orientações metodológicas para a unidade curricular Projeto Integrador, ressalta-se que o tema gerador deve se basear em problemas da realidade da ocupação, propiciando desafios significativos que estimulem a pesquisa a partir de diferentes temas e ações relacionadas ao setor produtivo ao qual o curso está vinculado. Neste sentido, a proposta deve contribuir para o desenvolvimento de projetos consistentes, que ultrapassem a mera sistematização das informações trabalhadas durante as demais unidades curriculares.

Uniformização: a integridade física e os hábitos higiênicos são valores importantes nos cursos de gastronomia do Senac São Paulo. Por isso, solicitamos ao aluno que não utilize acessórios como colares, amuletos, pulseiras ou fitas, brincos, relógio e anéis (inclusive alianças) durante as aulas. Além disso, é de responsabilidade do aluno providenciar, trazer e utilizar dólmã branca, calça xadrez, avental de cintura branco, bandana preta e sapato de segurança.


Estágio

O Estágio tem por finalidade propiciar condições para a integração dos alunos no mercado de trabalho. É um ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, que visa à preparação para o trabalho produtivo de educandos (Lei n° 11.788/08).
Conforme previsto em legislação vigente, o Estágio pode integrar ou não a estrutura curricular dos cursos. Será obrigatório quando a legislação que regulamenta a atividade profissional assim o determinar.
Nos cursos em que o Estágio não é obrigatório, pode ser facultada aos alunos a realização do Estágio, de acordo com a demanda do mercado de trabalho.
No presente curso, o Estágio não é obrigatório. O aluno que optar pelo estágio poderá iniciá-lo a partir da realização do tema sobre organização de ambientes para os processos de trabalho em confeitarias profissionais (84 horas) a carga horária do estágio deverá ser de, no mínimo, 10% do total de horas da habilitação.

Programa

Certificação

Àquele que concluir com aprovação as unidades curriculares 1, 2 e 3 é conferido o certificado de Qualificação Profissional Técnica de Ajudante de Confeiteiro.
Àquele que concluir com aprovação todas as unidades curriculares que compõem a organização curricular desta Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio e comprovar a conclusão do Ensino Médio, é conferido o diploma de Técnico em Confeitaria, com validade nacional.


Matrículas abertas! Clique na unidade de seu interesse para conhecer valores, datas e horários.

 
Confira outras Unidades com Inscrições Abertas para este curso.
 
O Senac reserva-se o direito de alterar o número de vagas, datas, horários ou cancelar o programa.

Quer ser informado sobre novas turmas? Selecione a unidade e registre seu interesse.

 

Outras informações sobre o curso